Connect with us

Atualidade

Liga MEO Surf: Ribeira d’Ilhas ofereceu dia final de muito equilíbrio e fair-play no Allianz Ericeira Pro

Publicado

on

Teresa Bonvalot e Guilherme Ribeiro sagraram-se, este domingo, vencedores do Allianz Ericeira Pro, terceira de cinco etapas da Liga MEO Surf 2024, a Primeira Divisão do Surf nacional. Um dia final com ondas de qualidade na praia de Ribeira d’Ilhas, com um desfecho que manteve Teresa Bonvalot e Tomás Fernandes na liderança dos rankings da Liga MEO Surf e como detentores da licra amarela Go Chill.

Após um sábado sem competição, devido à falta de condições ideais, a praia de Ribeira d’Ilhas acordou revigorada, com a ação a retomar bem cedo para o dia final do Allianz Ericeira Pro. A prova feminina foi a primeira a ir para a água, para a realização da ronda 2, e Teresa Bonvalot começou a destacar-se logo nesta fase. Com 15,25 pontos, Teresa venceu o heat 2 e conseguiu, logo aí, assegurar o triunfo no sub-troféu Bom Petisco Girls Score.

Com as favoritas a não vacilarem na ronda 2, a prova foi avançando em sobreposição com a competição masculina, onde, em contrapartida, surgiram alguma surpresas. O júnior Jaime Veselko, de apenas 15 anos, foi o grande destaque na ronda 3 masculina, somando 13,60 pontos para carimbar de uma vez só o prémio Waversby Round, para o melhor score da ronda 3, e também o Waikiki Junior Award, para o melhor Sub-18 masculino.

Com esta performance, Jaime Veselko conseguiu atingir a fase man-on-man da Liga MEO Surf pela primeira vez na ainda curta carreira. Algo que também foi atingido por Daniel Nóbrega no heat seguinte da ronda 3 masculina. Pelo caminho e fora dos quartos de final ficaram alguns nomes sonantes do ranking masculino, como Luís Perloiro, Francisco Almeida ou o antigo bicampeão nacional Miguel Blanco, que regressou à competição nesta etapa, após mais de dois anos de ausência na Liga MEO Surf.

A prova avançou, depois, a bom ritmo para as finais, sendo que do lado feminino nenhuma das favoritas à vitória caiu na ronda 3, enquanto na prova masculina os quartos de final abriram com a eliminação do líder do ranking, Tomás Fernandes, que foi derrotado por Arran Strong. Nas restantes baterias, Afonso Antunes levou a melhor sobre Jaime Veselko, Guilherme Ribeiro bateu Henrique Pyrrait e o campeão nacional em título, Joaquim Chaves, superou Daniel Nóbrega no duelo mais renhido desta fase, que foi decidido por apenas 0,20 pontos.

Nas meias-finais femininas assistiu-se a um enorme equilíbrio entre as surfistas, com Teresa Bonvalot a carimbar a passagem à final após bater Mafalda Lopes por uma diferença de apenas 0,40 pontos. Na segunda meia-final, a campeã nacional em título, Francisca Veselko, superou Carolina Mendes, campeã em título da etapa, por somente 0,30 pontos.

Também a segunda meia-final masculina teve grande equilíbrio, com Guilherme Ribeiro a virar a bateria frente a Joaquim Chaves na última onda, vencendo por uma diferença de 0,40 pontos e impedindo o campeão nacional de repetir a vitória que tinha alcançado no ano passado em Ribeira d’Ilhas. Guilherme juntou-se na final ao colega de geração Afonso Antunes, que tinha assegurado um triunfo folgado frente a Arran Strong na primeira semifinal.

Os heats de todas as decisões do Allianz Ericeira Pro disputaram-se ao início da tarde, com uma renhida final feminina. Teresa Bonvalot saiu na frente da disputa e, apesar da forte aproximação de Kika, acabou por segurar o triunfo, com 13,60 pontos, contra 12,90 da campeã nacional em título. Esta foi a segunda vitória de Teresa na temporada, que aumenta a distância para Francisca Veselko na frente do ranking feminino. Foi também a quarta vitória de Teresa Bonvalot em Ribeira d’Ilhas e a 26ª em etapas da Liga MEO Surf.

“Soube bem voltar a Ribeira d’Ilhas e conseguir vencer numa onda que é sempre um pouco complicada de ler”, começou por afirmar Teresa, de 24 anos. “Mostrei consistência ao longo de todo o evento e esse é sempre um dos meus objetivos. Estou contente por ter vencido e por ter tido a oportunidade de uma desforra da final da etapa anterior. Foi um evento difícil, com dias muito longos, mas tentei recuperar da melhor forma e ir para dentro de água com o máximo de energia possível”, finalizou.

Já na final masculina foi Guilherme Ribeiro que conseguiu ter ascendente sobre Afonso Antunes, depois de um início de bateria “taco-a-taco”. A segunda metade do heat foi decisiva para coroar Guilherme Ribeiro como vencedor em Ribeira d’Ilhas pela primeira vez na carreira. Com 14,10 pontos, contra 10,80 de Antunes, Guilherme assegurou, igualmente, a quarta vitória da carreira na Liga MEO Surf, que permitiu a subida ao 2º posto do ranking e a aproximação à liderança de Tomás Fernandes – estão separados por apenas 140 pontos.

“É uma emoção muito boa vencer a etapa da Ericeira pela primeira vez”, começou por frisar o campeão nacional de 2022. “Esta onda adapta-se bem ao meu estilo de surf. Infelizmente, nos últimos dois anos não consegui bons resultados aqui, mas fico muito contente por este resultado numa onda com que me identifico tanto. É uma vitória especial também por ter sido contra o Afonso Antunes. Na última vez que tivemos na final juntos, ele foi mais agressivo que eu e, desta vez, tentei também ter uma entrada mais agressiva. Foi uma final que vai ficar para sempre na minha memória”, admitiu “Gui”, de 22 anos.

Destaque, ainda, para o enorme gesto de fair-play mostrado pelos finalistas vencidos. Tanto Francisca Veselko, primeiro, como Afonso Antunes, mais tarde, fizeram questão de carregar os vencedores da etapa em ombros pelo areal de Ribeira d’Ilhas.

Às finais seguiu-se, ainda, a realização da Go Chill Expression Session. Depois de vencer o campeonato, Teresa Bonvalot ainda teve fôlego para entrar na água novamente e carimbar também o triunfo neste sub-troféu. Já na sessão masculina a vitória sorriu a Arran Strong.

Após o fecho da terceira de cinco etapas da Liga MEO Surf 2024, Tomás Fernandes e Teresa Bonvalot mantêm a liderança dos respetivos rankings. Algo que vai fazer com que sigam com a licra amarela Go Chill para os Açores, onde se realiza a quarta e penúltima etapa da Liga MEO Surf, o Allianz Ribeira Grande Pro, de 21 a 23 de junho. Nas contas da Allianz Triple Crown, que vai coroar os vencedores da edição de 2024 na etapa açoriana, Teresa segue na isolada na frente das contas, enquanto no lado masculino Tomás Fernandes e Guilherme Ribeiro dividem a liderança.

Allianz Ericeira Pro resultados

Final masculina: Guilherme Ribeiro 14,10 vs. Afonso Antunes 10,80 pontos

Final feminina: Teresa Bonvalot 13,60 vs. Francisca Veselko 12,90 pontos

Best Wave: Afonso Antunes, 9 pontos

Bom Petisco Girls Score: Teresa Bonvalot, 15,25 pontos

Waversby Round: Jaime Veselko, 13,60 pontos

Go Chill Expression Session: Teresa Bonvalot e Arran Strong

Waikiki Junior Award: Jaime Veselko

Ericeira Best Surfer: Afonso Antunes e Camilla Kemp

A nível televisivo, o Allianz Ericeira Pro pode ser acompanhado em direto na Sport TV, assim como nos restantes meios oficiais: Facebook do MEO, botão azul do comando MEO, em www.ansurfistas.com e redes sociais em @ansurfistas.

A Liga MEO Surf 2024 é uma organização da Associação Nacional de Surfistas e da Fire!, com o patrocínio do MEO, Allianz Seguros, Somersby, Bom Petisco, Go Chill, Corona, Waikiki, Rip Curl, o parceiro de sustentabilidade Jerónimo Martins, o apoio local das Câmaras Municipais de Mafra e o apoio técnico do Ericeira Surf Clube e da Federação Portuguesa de Surf.

Foto: ANS / Jorge Matreno.

Atualidade

AQUA WINE FEST celebra em Chaves os vinhos e águas do Alto Tâmega e Barroso

Iniciativa da CIMAT regressa para segunda edição a 28 e 29 de junho, com entrada livre

Publicado

on

A Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega e Barroso (CIMAT) promove, nos próximos dias 28 e 29, a 2ª edição do Aqua Wine Fest, em parceria com o Município de Chaves e a Comissão Vitivinícola Regional de Trás-os-Montes. Após o sucesso da edição estreia no ano passado, em Valpaços, o evento regressa, desta vez, a Chaves para reforçar a promoção integrada da região do Alto Tâmega e Barroso, através de dois dos seus principais recursos: o vinho e a água. A organização espera receber 3000 visitantes, duplicando assim o número de 2023.

A sessão oficial de abertura, marcada para as 17 horas do dia 28, contará com a presença do Secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território, Hernâni Dias, acompanhado pelo Presidente da Câmara Municipal de Chaves, Nuno Vaz, o Presidente da CIMAT, Fernando Queiroga, o Presidente da Comissão Vitivinícola Regional de Trás-os-Montes, Francisco Pavão, e o Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, António Cunha.

Aqua Wine Fest: Mais de três dezenas de expositores e algumas novidades

A decorrer na Alameda do Tabolado, o Aqua Wine Fest apresenta mais de três dezenas de expositores, 27 dos quais dedicados aos vinhos produzidos na região. Estarão representados alguns dos mais importantes produtores e engarrafadores do território, com chancela DOC Trás-os-Montes e Regional Transmontano, além de propostas produzidas na região sob o selo dos Vinhos Verdes. O Super Bock Group, as Águas de Carvalhelhos e as Águas Campilho Vidago – empresas responsáveis pela exploração das águas da região – também marcarão presença no certame, que contará ainda com um stand da CIMAT representando os municípios de Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira de Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar.

A 2ª edição do Aqua Wine Fest reforça o compromisso da CIMAT em promover os produtos locais e dinamizar a economia regional, proporcionando uma plataforma de divulgação e interação entre produtores, restauração e consumidores.

“A nossa expectativa é duplicar o número de visitantes, atrair os nossos vizinhos espanhóis e transformar este espaço não apenas num local de exposição, mas também num ponto de networking e fomento de negócios e parcerias estratégicas. O nosso objetivo é claro: crescer, consolidar e, a curto prazo, estabelecer este evento como uma referência incontornável na região. Este ano, ampliámos o horário e aumentámos a oferta de produtores, demonstrando o nosso compromisso com a evolução contínua e o fortalecimento do setor,” adianta Ramiro Gonçalves, Primeiro Secretário Executivo da CIMAT.

A valorização da excelência dos produtos endógenos é, de resto, um dos grandes objetivos deste evento “para ajudar os produtores a comercializarem os seus produtos através de cadeias curtas de distribuição e mercados de proximidade,” sublinha aquele responsável, acrescentando ainda que “é intenção sensibilizar os profissionais da restauração para darem preferência aos nossos vinhos e águas nos seus estabelecimentos.” É por isso que será disponibilizado no Posto de Turismo do Alto Tâmega e Barroso “um espaço de networking para encontros e provas de vinhos entre profissionais da restauração e produtores”, destaca Ramiro Gonçalves.

Oferta gastronómica e animação noite dentro

Durante os dois dias de evento, os visitantes poderão provar os melhores aromas e sabores provenientes deste terroir de características únicas, alguns premiados em concursos nacionais, e brindar à autenticidade das referências vínicas transmontanas em exposição.

Esta edição traz também novidades gastronómicas, com restaurantes, bares e cafés da Alameda do Tabolado a associarem-se à festa e a convidarem os visitantes a degustar as ricas iguarias da região. Está prevista animação musical em ambos os dias, com música ao vivo e DJs que se prolongará até às 2 horas da manhã.

O evento decorre na sexta-feira, entre as 16h30 e as 00h00, e no sábado das 14h00 às 00h00. Os interessados poderão estacionar entre as Termas de Chaves e o Aqua Padel, perto da Torre de Menagem/Castelo de Chaves, e ao longo da Alameda Trajano.

O Aqua Wine Fest é um evento de caráter anual que decorrerá alternadamente em Valpaços e Chaves, municípios que detêm a maior parte da produção vitivinícola do território do Alto Tâmega e Barroso.

Imagem: DR.

Continuar a ler

Atualidade

Barcelos: Condicionamento na Ponte de Santa Eugénia

Publicado

on

Devido à realização das obras do fecho da Circular Urbana – Nó de Santa Eugénia/Gamil, o trânsito na Ponte de Santa Eugénia vai ser feito de forma alternada, a partir de 25 de junho.

Esta situação advém do facto de ser necessário executar trabalhos de instalação de coletores de grande dimensão que vão drenar as águas pluviais para o Rio Cávado e exigem a abertura de valas de grande dimensão.

Assim, para assegurar a total segurança dos automobilistas e trabalhadores da obra, o trânsito será feito de forma alternada e regulado por semáforos.

O Município de Barcelos apela aos condutores, que tenham outras alternativas, o favor de evitarem a passagem na Ponte.

Estas obras de instalação de condutas deverão demorar cerca de dois meses.

Entendendo os incómodos que esta situação vai causar, a verdade é que, após o fecho da circular estar concluído, resultarão enormes vantagens para a fluidez do trânsito para quem entra e sai da Cidade.

Imagem: CMB.

Continuar a ler

Atualidade

Cinco detenções em operação de prevenção criminal desenvolvida na baixa da cidade do Porto

Publicado

on

O Dispositivo da Polícia de Segurança Pública do Comando Metropolitano do Porto, no dia de ontem, realizou mais uma operação policial que teve como objetivo a prevenção e combate à criminalidade de forma a promover a segurança, ordem e tranquilidade pública e de reforço do sentimento de segurança dos cidadãos, na área da baixa da cidade do Porto.

Da presente operação, desenvolvida através do efetivo da 1ª Divisão Policial, resultou a detenção de 01 cidadão por especulação (venda de cigarros avulso); 02 por venda ilegal de conjuntos de jogos de fortuna ou azar; e 02 por tráfico de estupefacientes.

A PSP apreendeu Haxixe, Cocaína e Liamba suficientes para cerca de 216, 28 e 14 doses individuais, respetivamente; a quantia de 441 €; 75 conjuntos de jogos de fortuna ou azar (poker); 36 cigarros; e 01 faca.

Os detidos foram notificados para comparecerem junto das Autoridades Judiciárias.

Foto: PSP.

Continuar a ler

Mais lidas