Connect with us

Atualidade

Setembro Amarelo: o amor pode ser um grande auxílio para a cura da depressão

Em Portugal, matam-se, pelo menos, três pessoas por dia, mas o número pode ser superior, segundo estatísticas da Ordem dos Psicólogos

Publicado

on

Em Portugal, ainda há “muito a fazer” na área da saúde mental. Em todo o mundo, uma pessoa suicida-se a cada 40 segundos.

Há alguns anos, temos, nessa altura do ano, em muitos países, campanhas do “Setembro Amarelo”. Escolheu-se o dia 10 para representar a causa e propor um debate fundamental hoje em dia. É uma campanha internacional, adotada também em Portugal, visando consciencializar e reduzir os casos de suicídios no país.

Num estudo feito com 31 países europeus, Portugal aparece como o sétimo com mais “stress” no trabalho. Outro dado interessante é que,segundo um estudo da Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco), um terço dos trabalhadores estão em risco de esgotamento profissional e cerca de metade queixa-se da falta de apoio dos supervisores em situações de tensão. Este problema afeta, nomeadamente, a produtividade e o comprometimento dos colaboradores.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio é uma das principais causas de morte em todo o mundo. Cerca de 800 mil pessoas padecem desse mal, todos os anos. Feitas as contas, corresponde a cerca de um suicídio a cada 40 segundos. Em Portugal, matam-se, pelo menos, três pessoas por dia, mas o número pode ser superior. As estatísticas são da Ordem dos Psicólogos. 

O Especialista em Comportamento, Maicon Paiva, Fundador da Casa de Apoio Espaço Recomeçar, responde à questão, sempre levantada quando o assunto é o suicídio: se ”essas pessoas só querem chamar à atenção”. “Não gosto da ideia de que uma pessoa dizer que lhe apetece matar-se por querer chamar a atenção para si. Elas estão em enorme sofrimento. Até porque, “alguém que pensa na morte”, ou que tenha “fatores de risco”, pode não se suicidar. As pessoas que aludem a morte não se matam mais do que as que não falam disso”.

O suicídio é a segunda causa de morte em pessoas entre os 15 e os 34 anos. Os jovens homossexuais ou bissexuais têm probabilidade três vezes maior de cometerem o suicídio, e as ocorrências aumentam caso a família não aceite a orientação sexual. Maicon Paiva, Especialista em Relacionamentos e Comportamentos, fala sobre como o amor e o carinho podem ser importantes para a cura da depressão. “Quando se está deprimido, a sensação de receber amor é ainda mais reconfortante. Esteja certo que terá um papel importante na recuperação da pessoa que passa por essa situação difícil. E, quem sabe, em pouco tempo, a depressão não é superada, e podem ficar juntos, curtindo essa relação? Conversem, demonstrem o quanto se importam mutualmente.”

Maicon Paiva traz-lhe algumas dicas de como ajudar uma pessoa que está depressiva a se recuperar com muito amor e atenção.

  1. Não julgue e conheça mais da doença. O primeiro passo para lidar com a doença é reconhecer que ela existe. Essa é uma etapa muito difícil, pois na maioria das vezes, as pessoas não sabem ou não entendem pelo que a outra passa e faz julgamentos errados. É preciso evitar comentários negativos, e reconhecer que esta é uma doença séria. Procure saber mais sobre a depressão para melhor lidar com os seus sintomas e dificuldades;
  2. Pratique a afetividade. Embora a pessoa com depressão possa apresentar sinais como desinteresse, desânimo, agressividade e irritabilidade, praticar a afetividade é fundamental para lidar com a doença;
  3. Façam atividades prazerosas juntos. As pessoas com depressão têm muita dificuldade em realizar atividades que antes eram prazerosas por falta de motivação. Mas isso pode ser combatido quando há o apoio de pessoas queridas. Portanto, o ideal é que realizem atividades prazerosas juntos, como passear no parque, sair para jantar fora, assistir a filmes e séries juntos, fazer massagem um no outro, entre outras atividades;
  4. Ambos devem se envolver no tratamento. A depressão é uma doença bastante difícil de tratar, e exige também acompanhamento do ambiente em que essa pessoa vive. Por isso, é fundamental que ambos estejam dispostos a passar por terapia e buscar esse envolvimento com o tratamento. Ambos devem estar alinhados às necessidades dessa doença, como o fortalecimento da autoestima, intervenção médica, acompanhamento nutricional, estímulos por meio de medicamentos, entre outras.

O Especialista em Comportamento e Relacionamentos, Maicon Paiva, ressalta a importância do cuidado e amor em momentos como este. “Amor e depressão podem coexistir na mesma pessoa. Somos seres de afetos, com a capacidade de dar e receber amor. A pessoa com depressão não deixa de amar o seu par, só não consegue demonstrar. Contudo, sentir-se amada, pela não desistência da pessoa que ama, certamente lhe dará mais facilidade em subir os degraus do sítio escuro e frio para onde a depressão a levou.”

Sobre o Espaço Recomeçar

Desde 2002 o Espaço Recomeçar ajuda as pessoas por meio da Espiritualidade. O fundador, Maicon Paiva, é um renomeado especialista em relacionamentos que sentiu a necessidade de ajudar as pessoas nos momentos mais difíceis das suas vidas. Nos anos de trabalho, o Espaço Recomeçar já ajudou mais de 35 mil pessoas e está sempre disponível para recebê-lo! Maicon Paiva atende Portugal e pessoas de diversos países ao redor do mundo. Tudo de forma confiável, ‘online’ e com a privacidade necessária para o consulente.

Imagem: DR.

Atualidade

Barcelos: Petiscos de “comer e chorar por mais”

Fim de Semana dos Petiscos, de 19 a 21 de julho

Publicado

on

Está de volta a iniciativa “Fim de Semana dos Petiscos”. Este ano, a iniciativa promovida pelo Município e operacionalizada pelos Serviços de Turismo, decorre de 19 a 21 de julho e conta com a adesão de 21 restaurantes e tascas do concelho de Barcelos.

São petiscos de comer e chorar por mais, num fim de semana de experiências gastronómicas tradicionais irresistíveis. Para abrir o apetite, conheça as iguarias de que pode degustar: rojões, pataniscas, bifanas, polvo, taquinhos de bacalhau, chispes, codornizes, moelas, orelheira com molho verde, asinhas de frango, iscas de fígado com cebolada, pica-pau, ovos rotos, sardinha na brasa, bacalhau albardado, entre outros deliciosos petiscos que fundem tradição com inovação.

Restaurantes aderentes:

Adega Costa (Várzea); A Petisqueira Vilaça (Barcelos); Café Dias (Tamel S. Veríssimo); Café Paulista (Barcelos); Café Restaurante Luar (Gilmonde); Casa das Bifanas (Barcelos); Casa Sêmea (Arcozelo); Cozinha Regional de Barcelos (Várzea); Faty-Ferros (Arcozelo); Galo Wine & Tapas (Barcelinhos); Historial Caffé (Barcelos); Lounge Bar Xano (Barcelos); Restaurante Pérola (Barcelos); O Ás Restaurante (Barcelos); Taberna do Armindo (Remelhe); Tasca Sem Riscos (Rio Covo Santa Eulália); Tasquinha O Telheiro (Viatodos); Terraço dos Petiscos (Vila Boa); Tino Socorro (Alvelos); Três Marias (Barcelos), e Vera Cruz (Barcelos).

A par do Fim de Semana dos Petiscos, há um programa de animação que contempla o Trilho das Fontes, no sábado, dia 20 de julho, das 8h30 às 13h00. E entre as 14h e as 18h tem lugar a Prova Cega de Vinhos de Barcelos, no Solar de Vila Meã, em Silveiros.

As inscrições são obrigatórias e limitadas e podem ser efetuadas para turismo@cm-barcelos.pt ou 253 811 882.

Imagem: CMB.

Continuar a ler

Atualidade

Anadia: “25 de Abril: Rumo ao Cinquentenário” na Biblioteca Municipal

Publicado

on

A exposição “25 de Abril: Rumo ao Cinquentenário”, após itinerância pelas escolas do concelho de Anadia, encontra-se patente ao público na Biblioteca Municipal até ao próximo dia 28 de setembro.

A mostra, dirigida ao público em geral, é constituída por um conjunto de 11 painéis, complementados por um repositório digital ao qual se acede através da ativação de códigos QR.

Foi concebida com a coordenação científica do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS20), da Universidade de Coimbra, com o design gráfico da licenciatura de Arte e Design da Escola Superior de Educação de Coimbra e com o apoio da Comissão das Comemorações dos 50 Anos da Revolução do 25 de Abril.

Foto: CMA.

Continuar a ler

Atualidade

São João das Lampas recebe mais uma edição das Exposições Caninas

Publicado

on

Sintra recebe a 41 ͣ Exposição Canina Nacional e a 39. ͣ Exposição Canina Internacional, no Largo 9 de Setembro, em São João das Lampas, de 26 a 28 de julho, com entrada livre.

Durante três dias poderá conhecer os melhores exemplares de raças oficialmente reconhecidas que serão avaliados por júris portugueses e internacionais. As exposições contarão, também, com a presença de canicultores oriundos de vários países da Europa.

Realizada desde 1982, a iniciativa conta com várias exposições monográficas e especializadas, cujo teor técnico e qualidade das edições anteriores, as definem já como um marco no domínio da Canicultura.

As Exposições Caninas regidas pelos regulamentos da Fédération Cynologique Internacionale (FCI) e do Clube Português de Canicultura, estão abertas à participação de exemplares de todas as raças e variedades oficialmente reconhecidas, registadas nos Livros de Origens ou com Registos Iniciais emitidos por organismos reconhecidos pela FCI.    

Este evento é organizado pela Comissão de Festas da Vila Velha, com supervisão técnica do Clube Português de Canicultura e conta com o apoio da Câmara Municipal de Sintra, União de Freguesias de Sintra e da União das Freguesias de São João das Lampas e Terrugem.

Foto: DR.

Continuar a ler

Mais lidas