Connect with us

Atualidade

Portucalense promove aula aberta sobre vídeo arte com artista plástico Henrique Silva

“Da experiência analógica à experiência digital na vídeo arte”

Publicado

on

A Universidade Portucalense (UPT) irá receber o artista plástico Henrique Silva como professor convidado da aula aberta “Da experiência analógica à experiência digital na Vídeo Arte”, que irá decorrer online no próximo dia 20 de janeiro, às 16h00.

Nesta sessão, promovida pela Licenciatura em Multimédia e Artes, do Departamento de Arquitetura e Multimédia Gallaecia da UPT, Henrique Silva pretende, à luz das suas experiências, promover uma reflexão / debate sobre a Vídeo Arte e outras estéticas emergentes dos anos 70/80 e a sua evolução. “Na Universidade de Paris-Vincennes foi criada uma oficina digital em 1974, imagens gravadas em fita magnética cuja utilização tinha sobretudo uma utilização política. Depressa se transformou numa ferramenta de expressão plástica que, com o aparecimento de programas novos, se transformou em exercício virtual do pensamento criativo cuja expressão reflete a evolução da sociedade atual. A análise desta evolução na multimédia, é essencial para compreender melhor o que é hoje a arte digital.”, explica o artista.

Poderá inscrever-se nesta aula aberta em: https://webinars.upt.pt/aula-abertada-experiencia-analogica-a-experiencia-digital-na-video-arte/ .

Doutorado em “Media Arte Digital” (Universidade Aberta) e licenciado em Artes Plásticas para o Ensino (Université de Paris 8), Henrique Silva expõe regularmente desde 1958 e realizou mais de 50 exposições e participou em mais de 200 exposições coletivas na Europa, América e Japão.

O artista plástico foi bolseiro da Fundação Gulbenkian em Paris (1961-1963), Diretor Executivo da Cooperativa Árvore (1978-1996), Diretor Geral e Pedagógico da Escola Profissional de Economia Social (1989-91 e 1998-2000), Diretor do Projeto – Núcleo de Desenvolvimento Cultural e Diretor da Bienal de Cerveira (1995-2007), Diretor do Departamento de Design / Artes Plásticas e Multimédia da Escola Superior Gallaecia (2003–2021), Membro do Conselho de Fundadores da Fundação Bienal de Cerveira e Diretor da Bienal Internacional de Vila Nova de Cerveira durante diversos anos.

Foto: DR.

Atualidade

Vitória SC apresenta os novos equipamentos para a época 2022/2023 com um exclusivo no Espaço Guimarães

Publicado

on

O Espaço Guimarães, da Klépierre – proprietária e gestora de mais de 100 centros comerciais na Europa – continua a sua longa e viva parceria com o clube da cidade Berço e é palco da mais recente apresentação dos equipamentos para a época 2022 / 2023. O pontapé de saída foi dado numa conferência de imprensa realizada no Espaço Guimarães, pelo Presidente do Vitória Sport Clube, António Miguel Cardoso, que partilhou as novidades com todos os presentes.

O equipamento principal e os dois alternativos comemoram o Centenário do clube, fundado a 22 de setembro de 1922, e refletem a forte ligação aos adeptos e o compromisso com a história única do Clube. No âmbito destas comemorações, o Vitória Sport Clube presta ainda homenagem ao seu Eterno Embaixador, ao lançar uma Camisola Neno de Edição Especial, limitada e solidária. Esta é uma réplica da camisola que foi utilizada em 1988, e que resultou na conquista da Supertaça Cândido de Oliveira, e a receita reverte, na totalidade, para instituições de apoio social que Neno sempre apadrinhou.

Durante o dia de hoje, das 14h00 às 23h00, exclusivamente na Vitória Store, piso 0, do Espaço Guimarães, é possível adquirir os novos equipamentos do Vitória Sport Clube (em pré-venda) e a camisola comemorativa Neno.

O Espaço Guimarães tem, ainda, uma surpresa para todos os adeptos do clube: kits de apoio ao Vitória SC. Para conquistar o seu, apenas precisa de ativar a oferta na APP Espaço Guimarães & EU, e fazer o seu levantamento no Balcão de Informações do centro comercial. Seja um dos mais rápidos a ativar a oferta na APP.

Foto: DR.

Continuar a ler

Atualidade

Lisboa: Detido cuidador de idosos por furtos qualificados em Marvila

Mais ocorrências do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP

Publicado

on

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Investigação Criminal, no dia 12 de agosto, na freguesia de Marvila, procedeu à detenção de um homem, de 32 anos de idade, por ser suspeito da prática de crimes de furto em residência e abuso de cartão.

O suspeito, a viver em Portugal desde maio de 2022, iniciou funções de cuidador numa residência, na qual tinha a responsabilidade de cuidar de uma idosa de 85 anos e uma mulher de 50 anos de idade com incapacidade por doença.

O arguido, após acompanhar a idosa às compras, de forma astuciosa, ficou a conhecer o PIN do cartão. Ainda nesse dia, momentos antes de abandonar a residência, furtou o cartão MB da lesada e dirigiu-se ao multibanco onde procedeu a dois levantamentos de 200 euros, cada. Após a meia-noite, voltou ao multibanco, procedendo ao levantamento de 30 euros, deixando na conta da lesada apenas 18 cêntimos.

A lesada dirigiu-se à esquadra e denunciou os factos bem como as suspeitas sobre o recente cuidador da família. Ficou patente, na denúncia, que lhe foi furtada toda a quantia monetária que teria disponível para os gastos diários, bem como, para os medicamentos da sua filha, ficando assim em graves dificuldades financeiras até receber novamente a pensão de agosto.

Em razão da situação e fragilidades apresentadas pelas vítimas, de imediato foram realizadas diligências de investigação criminal que levaram à identificação e condução do suspeito à esquadra. Posteriormente, foi realizada uma busca domiciliária, onde foi encontrado o cartão MB da ofendida, bem como, todo o dinheiro furtado, escondido entre o calçado do suspeito. Na continuidade da pesquisa e análise de informação foi possível verificar que o suspeito, apesar do pouco tempo a residir em Portugal, já teria efetivado crimes semelhantes enquanto cuidador de um outro idoso.

Foram devolvidos 430 euros à família e o cartão de multibanco.

O homem foi detido através de mandado de detenção fora de flagrante delito e presente a 1º Interrogatório Judicial, foi-lhe aplicada a medida de coação mais gravosa: prisão preventiva.

Ocorrências do Comando Metropolitano de Lisboa

A 1ª Divisão Policial, no dia 16 de agosto, na freguesia de Santa Maria Maior, procedeu a uma ação de fiscalização à venda de artigos por vendedores ambulantes. A ação policial foi especialmente direcionada para a venda de artigos contrafeitos na via pública na Baixa da cidade de Lisboa.

No decorrer da ação, os Polícias intercetaram vendedores ambulantes e, no seu seguimento, foi verificada a existência de diversas peças de acessórios (malas e carteiras), em que a sua venda, quer pelo preço praticado, bem como pelas características apresentadas a nível de etiquetagem, embalamento e qualidade de fabrico deficiente, levantou fundadas suspeitas de estarmos perante uma violação ao Código da Propriedade Industrial.

As malas e carteiras acima indicadas reportam a conhecidas marcas de luxo internacionais.

No total foram apreendidas 93 malas e levantou dois processos crime por violação dos direitos de autor.

A 5ª Divisão Policial, no dia 11 de agosto, pelas 17h00, na freguesia do Beato, em Lisboa, no âmbito de uma ação de fiscalização procedeu à apreensão de três máquinas de jogo ilegais que se encontravam num estabelecimento de restauração.

Foi, ainda, apreendida a quantia monetária de sessenta e oito euros em moedas do Banco Central Europeu, que se encontravam no interior das referidas máquinas.

A PSP procedeu, igualmente, ao levantamento dos respetivos autos de contraordenação, incorrendo os infratores numa coima entre 3750 euros (mínimo) e 37500 euros (máximo).

Foto: DR.

Continuar a ler

Atualidade

Loures: Detido por violência doméstica e posse de armas proibidas

Publicado

on

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão Policial de Loures, na noite de 16 de agosto, procedeu à detenção de um homem, de 34 anos de idade, por ser suspeito da prática do crime de Violência Doméstica e posse de armas proibidas.

Os Polícias, no âmbito do serviço de patrulha de rotina, após denúncia por parte de um familiar da vítima de que o suspeito estaria em casa desta a ameaçá-la com recurso a arma de fogo, deslocaram-se ao local a fim de apurar os factos. Na deslocação, próximo da residência da vítima, foi possível à PSP intercetar o suspeito do ilícito, tendo procedido de imediato à sua abordagem.

Perante o cenário de risco com que os polícias se depararam, dada a possibilidade de o suspeito ser portador de uma arma de fogo, foram adotadas todas as medidas de segurança de forma a minimizar riscos para os polícias e demais cidadãos. Quando confrontado o suspeito quanto à posse de alguma arma ilícita, o mesmo tentou encetar fuga. No entanto, a tentativa foi prontamente cessada com a ação dos polícias no local, efetuando, de imediato a manietação do suspeito, seguida de uma revista.

Na posse do suspeito foi encontrada uma arma branca, assim como uma arma de fogo modificada, municiada com cinco munições e seis munições soltas no interior de uma bolsa, todas de calibre 6.35mm.

Dado o quadro apresentado, foi imediatamente dada voz de detenção ao suspeito, passando à condição de detido.

Contactada a vítima, foi possível perceber que, conforme já havia ocorrido anteriormente, o detido se havia deslocado à sua residência, discutindo e ameaçando a mesma com recurso às já referidas armas.

Por haver suspeita de que o detido pudesse ser possuidor de mais armas proibidas, suscetíveis de serem utilizadas para colocar em causa a integridade física de terceiros, foi efetuada uma busca domiciliária à sua residência, da qual resultou a apreensão de uma arma de airsoft com silenciador; uma munição calibre 6.35; um bastão extensível; 1 catana; e 4 facas de grandes dimensões.

Perante o catálogo de elementos probatórios que foram sendo reunidos, solidificados pelo depoimento da testemunha e vítima, o detido foi presente no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa Norte -Loures, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Foto: PSP.

Continuar a ler

Mais lidas