Connect with us

Atualidade

Viana do Castelo: Nova lingueta de encalhe para embarcações artesanais instalada para apoiar pescadores vianenses

Investimento na ordem dos 50 mil euros

Publicado

on

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo marcou, anteontem, presença na inauguração da nova lingueta de encalhe para embarcações artesanais, que irá servir os pescadores vianenses. O equipamento representa uma reivindicação da Associação de Pescadores Ribeirinha de Viana, correspondendo a uma antiga aspiração dos homens do mar. O investimento municipal, na ordem dos 50 mil euros, permitiu ainda a aquisição de dois novos carrinhos para encalhar embarcações para manutenção e resolução de avarias, bem como de um guincho elétrico para subir os barcos.

O edil vianense referiu a importância desta “parceria tripartida” entre Município, União de Freguesias e Associação de Pescadores. “Vocês [pescadores] identificaram uma necessidade, a Junta fez chegar à Câmara e a Câmara assumiu a sua resolução. Tal como existiu um compromisso para concretizarmos o equipamento, agora também precisamos que vocês se comprometam, nomeadamente no que toca à organização do espaço, o que contribui para o respeito pela vossa atividade”, declarou o autarca, referindo que é necessário que o espaço esteja cuidado e apelativo para vianenses e turistas. “É quase como ter uma casa. Temos de a manter organizada, para nos sentirmos confortáveis a utilizá-la”, frisou.

“A pesca é uma atividade extremamente exigente e terem em terra ainda dificuldades acrescidas para que possam dedicar-se à atividade é algo que não pode acontecer”, reforçou Luís Nobre.

Sobre a necessidade de haver maior limpeza na área da lota do porto de pesca, Luís Nobre referiu que irá articular com a APDL – Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, entidade responsável pelo espaço, para “todos juntos, encontrarmos soluções que facilitem a atividade, de uma forma organizada”.  

Na inauguração do novo equipamento de apoio à comunidade piscatória, a Presidente da União de Freguesias de Viana do Castelo (Santa Maria Maior e Monserrate) e Meadela, Helena Brito, entregou, oficialmente, as chaves do guincho elétrico à associação.

De acordo com o Presidente da Ribeirinha de Viana, António Coimbra, esta nova lingueta “vem substituir as travessas antigas, que estavam muito desgastadas” e, neste momento, os pescadores aguardam pela instalação de água e eletricidade na zona, para que o equipamento que foi instalado pela União de Freguesias, com financiamento garantido pelo Município, possa entrar em funcionamento.

Equipamento (Foto: CMVC)

António Coimbra referiu que esta era uma velha aspiração, referindo que “já podíamos ter mais sócios, mas alguns pescadores não se associam porque não têm onde encalhar os barcos”. Indicou ainda a necessidade de, “com a máxima urgência”, retirar as embarcações de pesca desportiva daquela zona. “Estas plataformas foram construídas para embarcações de pesca artesanal, mas por cada barco de pesca artesanal estão aqui atracados 8 ou 9 de pesca desportiva ou lúdica”, considerou.

A Associação de Pescadores Ribeirinha de Viana foi criada a 7 de dezembro de 2021 e é uma associação de pesca artesanal, sem fins lucrativos, constituída essencialmente por pescadores da Ribeira de Viana do Castelo e dos Ancoradouros de Darque e Senhora das Areias. A criação da associação resultou da necessidade que a comunidade piscatória sentiu no acesso ao diálogo com as diversas entidades locais e associadas à pesca, bem como no acesso a concursos e candidaturas de apoio ao setor.

Fotos: CMVC.

Atualidade

Força Aérea resgata um casal e um gato ao largo de Porto Santo

Missão realizada em alto mar

Publicado

on

A Força Aérea resgatou, na manhã de 08 de dezembro, duas pessoas e um gato quando se encontravam a bordo de um veleiro a 257 km da ilha do Porto Santo.

O casal navegava em alto mar quando a embarcação ficou sem leme e sem piloto automático. Para a missão foi destacado o helicóptero EH-101 Merlin, da Esquadra 751 – “Pumas”, em alerta permanente naquela ilha do Arquipélago da Madeira.

Com o casal fora da embarcação, também a tripulação de alerta resgatou um gato, o animal de estimação que seguia no veleiro.

Com os três a bordo do helicóptero, o EH-101 Merlin seguiu para Porto Santo, tendo o casal sido encaminhado para a unidade de saúde local.

Foto: Frame do vídeo de resgate.

Continuar a ler

Atualidade

Anadia: Município lança concurso público para construção de 16 habitações em Ancas

Publicado

on

O Município de Anadia aprovou, na sua reunião de executivo, no passado dia 7 de dezembro, a abertura de um concurso público para a construção de 16 fogos, no loteamento da Quinta do Rangel, em Ancas, no âmbito da Estratégia Local de Habitação. A empreitada tem o valor base de 2.189.865,87 euros, acrescido de IVA, com um prazo de execução de 24 meses.

Esta intervenção tem como objetivo a construção de habitações para resolver situações de pessoas e agregados familiares que vivem em condições habitacionais indignas, promovendo, assim, a melhoria da sua qualidade de vida.

Recorde-se que a Estratégia Local de Habitação foi aprovada pela Assembleia Municipal de Anadia, no âmbito da qual se encontram sinalizadas as situações de carência habitacional existentes no seu território e definidas as soluções habitacionais nas quais se devem enquadrar todos os pedidos de apoio ao abrigo do 1º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação que visa apoiar a promoção de soluções habitacionais para pessoas que vivem em condições habitacionais indignas e que não dispõem capacidade financeira para suportar o custo do acesso a uma habitação adequada.

Ainda neste âmbito, foi também assinado um Acordo de Colaboração entre o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana e o Município de Anadia que define as condições de implementação das soluções habitacionais, a partir do qual foi celebrado um Contrato de Comparticipação com o objetivo de conceder um apoio financeiro não reembolsável destinado a financiar a realização do projeto da construção dos 16 fogos no Loteamento da Quinta do Rangel, em Ancas.

Imagem: DR.

Continuar a ler

Atualidade

BYSTEEL fecha contrato de €7.6M para revestir edifício sustentável no centro de Londres

Edifício Worship Square será bandeira verde em construção e operação, com empresa a reforçar crescimento e presença no Reino Unido

Publicado

on

A bysteel fs, empresa do dstgroup, fechou um contrato de €7.6M para revestir o Worship Square, um dos edifícios comerciais de escritórios mais sustentáveis, inteligentes e saudáveis de Londres, num projeto da promotora HB REAVIS e que reforça a aposta da empresa portuguesa no Reino Unido.

Neste empreendimento, a bysteel fs será responsável pelo envelope arquitetónico completo que inclui mais de 5 mil m² de fachadas e todo revestimento do edifício num personalizado ladrilho terracota, assegurando o posicionamento da empresa na liderança em projetos pioneiros e exigentes.

Localizado no coração do movimentado distrito tecnológico de Londres, o Worship Square estabelecerá um novo referencial de sustentabilidade e será NetZeroCarbon durante todo o seu ciclo de vida, em construção e operação.

“No edifício Worship Square estamos a trabalhar na linha da frente da construção sustentável, desafiando os standards e promovendo soluções mais ambientais. Estamos claramente a trabalhar à frente do tempo atual, com uma exigência e rigor que motiva as nossas equipas e reforça o nosso posicionamento de líder no segmento da construção e arquitetura de alto valor”, revela Rodrigo Araújo, administrador da bysteel.

O Worship Square terá nove andares e um espaço de 140 mil metros2 de espaço de escritórios, com capacidade para criar mil espaços de trabalho. Estabelecerá uma nova referência para espaços de trabalho verdadeiramente sustentáveis, promovendo metas ambientais e de bem-estar.

O empreendimento foi concebido para reduzir o carbono incorporado em mais de 50%, em comparação com as referências atuais do setor, e manterá a neutralidade carbónica também em operação. Estará livre de plásticos de uso único, além de ser totalmente elétrico.

Além disso, o elemento natureza estará sempre presente com a integração no edifício de mais de 3.200 plantas de 49 espécies diferentes num design biofílico que criará um “coração verde” desde a sua entrada.

Os trabalhos da bysteel fs no Worship Square deverão estar terminados em outubro de 2023, estando prevista a conclusão do edifício para o início de 2024.

Este projeto confirma a estratégia de expansão em curso no mercado do Reino Unido: “Queremos desenvolver este mercado, muito particular em Londres, um polo de inovação, graças às grandes movimentações económicas e sociais que concentra. Temos outras obras em curso, como a extensão do prestigiado hotel de 5 estrelas Berkeley Hotel e que já está em fase de montagem avançada. Queremos ser a primeira escolha!”, sublinha Rodrigo Araújo.

Foto: DR.

Continuar a ler

Mais lidas