Connect with us

Atualidade

Viana do Castelo: Município apoia Juntas de Freguesia com mais de 330 mil euros

Para garantir refeições, transportes e vigilância no próximo ano letivo

Publicado

on

O executivo municipal de Viana do Castelo aprovou, hoje, por unanimidade, um conjunto de propostas de apoio às Juntas e Uniões de Freguesia do concelho no âmbito do próximo ano letivo, para garantir refeições, transportes e vigilância dos alunos, que ascende a um valor global de 330 mil euros.

A maior fatia deste investimento é na Delegação de Competências nas Juntas e Uniões de Freguesia – Transporte de alunos de áreas de escolas encerradas – Circuitos locais para o ano letivo 2022/2023, que representa uma verba de 160.750 euros.

“A Câmara Municipal, em concertação com diversas Juntas de Freguesia, tem vindo a garantir a realização de circuitos de transporte para alunos relocalizados, por força do encerramento de estabelecimentos do 1º Ciclo do Ensino Básico e Jardins de Infância, bem como para crianças de freguesias que, por si só, não reúnem condições que permitam, a nível local, a oferta da educação pré-escolar e que, por isso, são integradas na oferta de territórios vizinhos”, refere a proposta, esclarecendo que a autarquia “vem apoiando as Juntas/Uniões de Freguesia na dotação de veículos de transporte adequados”.

“Assim, e tendo presente o quadro de necessidades identificadas para o novo ano letivo; a necessidade de se garantir o acesso à frequência da educação básica de crianças e jovens residentes no concelho, independentemente do local de residência; e de se aprofundar a colaboração com as Juntas de Freguesia”, foi aprovada a atribuição da dotação necessária para que as freguesias possam concretizar o transporte de crianças/alunos referenciados.

O executivo aprovou, igualmente, a Delegação de competências nas Juntas de Freguesia e União de Freguesias – Pessoal de apoio para acompanhamento das crianças no período das refeições, que representa um investimento de 104.040 euros.

“O serviço de refeições exige, além do serviço de cozinha e do apoio dado pelo pessoal auxiliar de ação educativa em serviço nos estabelecimentos, a mobilização de recursos complementares capazes de garantirem uma melhor resposta e um melhor acompanhamento das crianças no período das refeições, das 11h00 às 14h30”, refere o documento, explicando que esta delegação de competências permite que as Juntas de Freguesia disponibilizem recursos humanos para apoio neste período de maior fluxo.

Foi, ainda, definido um Apoio às Juntas e Uniões de Freguesia – Contratação de vigilantes para apoio a transportes de crianças e alunos para o ano letivo 2022/2023, num encargo de 54.505 euros. “Não sendo imperativo legal, a disponibilização do serviço de vigilante no transporte realizado em viaturas de 9 lugares, tem sido prática da Câmara Municipal considerar a sua integração na execução dos circuitos neste tipo de viatura, devido à idade de algumas crianças a transportar”, refere a proposta, indicando que este apoio permitirá atribuir às freguesias “as dotações financeiras necessárias à integração na execução dos circuitos locais de transporte do serviço de vigilantes, durante o período previsto para as atividades letivas”.

Foi, também, aprovado o Apoio às Juntas e Uniões de Freguesias – transporte de refeições para o ano letivo 2022/2023, num investimento de 10.980 euros. “A Câmara Municipal tem implementado o serviço de refeições escolares em estabelecimentos de menor dimensão através do recurso ao ‘catering’, a partir de outras unidades educativas que lhe são próximas”, sendo que “a aplicação desta medida só é possível com recurso a extraordinária colaboração das Juntas/Uniões de Freguesia, na execução, em condições adequadas, do transporte das refeições”.

Em reunião de executivo foi, ainda, aprovada uma proposta de Protocolo de colaboração para a implementação do Programa de Desenvolvimento de Liderança no Agrupamento de Escolas do Monte da Ola, a ser estabelecido com a Teach For Portugal Associação (TFP). “O Município e o Agrupamento de Escolas do Monte da Ola reconhecem a valia da TFP e o contributo que esta pode dar para a promoção do sucesso escolar dos alunos da Escola Básica Dr. Carteado Mena, contribuindo para que sejam dadas a todos os estudantes reais oportunidades de desenvolverem as suas potencialidades”, refere a proposta, que implica um apoio de 32.000 euros para os dois próximos anos letivos.

Foto: CMVC.

Atualidade

Barcelos: Prémio Palco de Terra para o Teatro Escoitade e Manuel Ramos Costa

Atribuído pelo Teatro de Balugas

Publicado

on

O Teatro Escoitade, de Vigo, foi premiado, na categoria “Instituição”, pelo trabalho desenvolvido ao longo de 50 anos na dinamização e promoção do teatro amador na Galiza. Na categoria “Personalidade”, a distinção foi para o ator e encenador Manuel Ramos Costa, por uma vida dedicada ao teatro amador, em especial, na Contacto – Companhia de Teatro Água Corrente de Ovar.

Os Prémios PALCO DE TERRA são uma iniciativa da companhia Teatro de Balugas, de Balugães – Barcelos, cuja primeira edição se realizou em 2017. São galardões concedidos anualmente para reconhecer e agradecer o trabalho e o esforço de pessoas e instituições, no âmbito do teatro realizado no meio rural e da criação artística sobre o Norte de Portugal e Galiza.

A cerimónia de entrega acontece no dia 11 de dezembro, às 16h30, no auditório da Junta de Freguesia de Balugães (Barcelos), que encerra o Palco de Terra – Festival de Teatro Amador do Noroeste Peninsular.

O ator, encenador e dramaturgo Fernando Pinheiro foi o vencedor da primeira edição, em 2017, e entre os galardoados estão ainda os nomes do Cénico Lírio do Neiva (2018), Núcleo Promotor do Auto da Floripes 5 de Agosto (2019), Dantas Lima (2019), Teatro do Noroeste-CDV (2020), Orlando Alves (2020), Programa CREARTE – Crescimento da Arte Teatral em Esposende (2021) e Maria Laura Pinto (2022).

Imagens: TB.

Continuar a ler

Atualidade

Estremoz recebe concerto com a Banda Sinfónica da PSP

A 07 de dezembro, pelas 21h30, no Teatro Bernardim Ribeiro

Publicado

on

O Comando Distrital da PSP de Évora, através da sua Esquadra Policial de Estremoz e em Parceria com a Câmara Municipal daquela cidade, vai, no próximo dia 07 de dezembro, pelas 21h30, promover um Concerto com a Banda Sinfónica da PSP, no Teatro Bernardim Ribeiro.

Este evento vai ser realizado para comemorar o 5º Aniversário dos Bonecos de Estremoz na UNESCO, tratando-se, simultaneamente, de um concerto solidário de angariação de fundos para a CERCI Estremoz.

A Banda Sinfónica da Polícia de Segurança Pública teve origem num agrupamento de elementos policiais com conhecimentos de música que pertenciam ao então Comando Distrital da PSP de Lisboa – atual Comando Metropolitano.

A partir de 1979, sob a Chefia do Major Silvério de Campos, aquele agrupamento evolui para um estágio de absoluto desenvolvimento artístico, o que permitiu concretizar a realização de um velho sonho de todo o pessoal da Polícia de Segurança Pública – integrar no seu efetivo uma Banda Sinfónica oficial.

O reconhecimento público do seu mérito é notório, tendo já atuado nos mais distintos auditórios nacionais, tais como: Teatro Nacional de S. Carlos, Fundação Calouste Gulbenkian, Centro Cultural de Belém, entre muitos outros, para além de ter participado em programas de Rádio e Televisão.

“Este comando espera que este evento se constitua como um excelente espetáculo, que para além da qualidade, tem uma componente solidária importante para a nossa comunidade, pois, além de não ficarmos indiferentes, todos devemos dizer NÃO à diferença”, salienta em nota.

“Ter consciência, educação, saber respeitar e saber lidar com as diferenças e incapacidades, não discriminando, cabe a todos enquanto cidadãos. A PSP e o Comando Distrital de Évora pretendem, assim, contribuir para a segurança e a integração destes cidadãos”, conclui.

Imagem: PSP.

Continuar a ler

Atualidade

Município de Anadia admitido como membro honorário do Comité Olímpico de Portugal

Publicado

on

A Câmara Municipal de Anadia foi admitida como membro honorário do Comité Olímpico de Portugal (COP). A proposta foi aprovada na última assembleia geral do COP que decorreu esta semana.

Para o vice-presidente da Câmara Municipal, Jorge Sampaio, esta admissão “é motivo de grande orgulho para o Município de Anadia”, sublinhando que esta decisão “é o reconhecimento de todo o trabalho que a autarquia tem vindo a realizar, ao longo dos últimos anos, em prol do desporto de alto rendimento nacional e mundial”.

Jorge Sampaio salienta que “mais de 60 países já passaram pelo concelho, nomeadamente pelo Centro de Alto Rendimento de Anadia, para realizarem os seus treinos de preparação para os Jogos Olímpicos e outras provas internacionais”.

O autarca deixa ainda um agradecimento público à Federação Portuguesa de Ciclismo pela iniciativa da proposta, e, ao Comité Olímpico de Portugal, por ter aprovado, por unanimidade, “a proposta de admissão de sermos membro honorário, o que muito nos honra”.

Foto: CMA.

Continuar a ler

Mais lidas