Connect with us

Atualidade

Universidade do Minho de portas abertas na Semana da Ciência e da Tecnologia

Publicado

on

A Universidade do Minho (UMinho) apresenta mais de três dezenas de atividades abertas para o público aquando da Semana da Ciência e da Tecnologia, que decorre até ao dia 27 em todo o país. O programa visa aproximar a sociedade da ciência, mostrar o quotidiano dos investigadores e estimular os jovens a seguir áreas científico-tecnológicas. Na UMinho, há já várias centenas de inscritos, sobretudo de escolas.

O Centro de Engenharia Biológica (CEB) dinamiza este sábado, às 17h00, no Museu Nogueira da Silva, em Braga, uma talk com Sílvio Santos, Ana Nicolau e Carla Silva sobre vírus bons, protozoários nas ETAR e a natureza aplicada ao têxtil e à cosmética. De segunda a quinta-feira, cientistas do CEB vão a escolas da região partilhar as suas descobertas com alunos. Ao mesmo tempo, acolhem-nos nos laboratórios do campus de Gualtar, em Braga. Na sexta-feira, há até sessões a partir das 9h30 com crianças do 1º ciclo a vestir a bata e viajar ao mundo dos microrganismos. No dia 26, das 9h30 às 17h30, o Open Day desafia todos os cidadãos a visitarem o CEB.

O Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC) convida nos dias 21, 22 e 25 os estudantes a avaliarem o ecossistema do rio Este, em Braga, recolhendo fotos e registos biológicos, observando-os no laboratório e produzindo depois uma exposição com os resultados macro e microscópicos. Na segunda e terça-feira, realiza, ainda, um workshop no campus para divulgar a ferramenta Practicum Profiles Tool a futuros docentes, dando apoio e mentoria online no estágio.

Já os investigadores da Escola de Ciências da UMinho (ECUM) vão, de segunda a sexta-feira, a escolas do Norte litoral interagir e inspirar a próxima geração de cientistas e levar exposições sobre a química no dia a dia, aspetos do ser humano ou a ligação biologia/matemática. E mais de 300 alunos do pré-escolar ao secundário vêm aos laboratórios da ECUM no campus, em especial na quinta-feira, descobrir sobre ilusões óticas, radiação solar, diversidade genética, recursos geológicos, química, óleos essenciais e produtos naturais na medicina tradicional, farmacologia e alimentação. Nesse dia, ainda em Braga, decorre, pelas 14h00, um passeio ecológico-botânico ao Parque do Picoto com dois peritos nacionais e, às 18h00, no Museu dos Biscainhos, abre a exposição “Relógios de Sol”, com a evocação do acervo do general Pereira do Vale e palestras do coronel Borges da Fonseca e do astrónomo João Fernandes.

Além disso, a ECUM é parceira da Casa do Conhecimento de Vila Verde com uma palestra do professor Paulo Pereira sobre geodiversidade, do Planetário de Braga num “Café com Ciência” sobre resíduos orgânicos pela professora Fátima Bento e, também, da Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, com uma oficina sobre telhados verdes e jardins verticais pelas docentes Isabel Mina e Cristina Calheiros. No dia 25, às 14h00, o auditório da ECUM acolhe ainda o Encontro de Parceiros da Rede de Clubes Ciência Viva na Escola, com representantes de 53 escolas, para estreitar laços e planear projetos.

Inspirar a próxima geração

O Centro de Investigação em Justiça e Governação (JusGov) apresenta-se online na terça-feira, às 15h00, evidenciando as equipas, a Escola de Investigadores e o projeto InclusiveCourts, com Patrícia Jerónimo. Na sexta-feira, às 11h30, a investigadora Marta Santos Silva orienta a conversa onlineSlowfashionists, less is cool”, repensando o que consumimos. Nos dias 24 e 25, a Escola de Direito da UMinho junta oradores de quatro países no congresso “IA & Robótica”, anunciando no final o livro com os resultados do projeto homónimo.

Por seu turno, o Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS) sugere o passeio “Alimentar (a) com-ciência”, com Cynthia Luderer a percorrer na quarta-feira, pelas 10h00, o setor da restauração junto ao campus de Gualtar e as suas várias estratégias de comunicação. No dia seguinte, às 11h00 e no Colégio do Minho, em Viana do Castelo, Pedro Chamusca vai investigar com os alunos sobre métodos de recolher e representar as mudanças no seu território.

Nessa manhã, mas em Guimarães, estudantes de qualquer ciclo podem ver a simulação da ação de sismos em edifícios até ao seu colapso, além do projeto europeu Stand4Heritage e outros equipamentos. É no laboratório do Instituto para a Sustentabilidade e Inovação em Estruturas de Engenharia (ISISE), no campus de Azurém.

As diversas atividades inserem-se na Semana da Ciência e da Tecnologia promovida a nível nacional pelo Ciência Viva, a qual ocorre há 26 anos, aquando do Dia Nacional da Cultura Científica, celebrado a 24 de novembro.

Semana Científico-Pedagógica

Em paralelo, a Escola de Psicologia (EPsi) da UMinho, no campus de Gualtar, organiza a 1ª Semana Científico-Pedagógica para o público em geral, em particular os alunos dos três ciclos do ensino superior nesta área. Na segunda-feira prevê-se visitas a consultórios e, às 14h30, debate-se no auditório da EPsi sobre mobilidades, com estudantes de vários países e a diretora dos Serviços de Apoio à Internacionalização da UMinho, Ana Esteves. Segue-se um painel sobre o percurso dos antigos alunos Inês Mendes (Universidade de Londres), Alexandre Mendes (Subvisual), Mariana Barbosa (Universidade Católica) e Daniel Pereira (Moreirense).

Na terça-feira, a professora Adriana Sampaio mostra as atividades da Associação de Psicologia da UMinho e do ProChild, o laboratório colaborativo para uma estratégia nacional de combate à pobreza e exclusão infantil. Às 14h30, a docente Maria do Céu Taveira conversa sobre estágios e supervisão. Na manhã seguinte, Pedro Moreira coordena a sessão que desvenda as investigações na EPsi e, às 16h00, há uma palestra do presidente da Ordem dos Psicólogos – Norte, Eduardo Carqueja. No dia 24, às 9h30, intervêm a diretora do doutoramento em Psicologia e em Psicologia Aplicada, Iolanda Ribeiro e (ex-)alunos dos cursos. Às 14h30, é a vez do testemunho do psicólogo humanitário, músico e fotógrafo Raúl Manarte. E na sexta-feira, a partir das 9h30, evoca-se o Dia Internacional pela Eliminação da Violência Contra as Mulheres, com Raquel Gomes (Cáritas), Patrícia Santos (Cruz Vermelha) e Hélder Fernandes (PSP).

Foto: UM.

Atualidade

Conservas “Sabe a Mar”: Coloque na mesa das festividades a tradição de toda uma região

Publicado

on

Celebre as festividades com os sabores típicos Lusitanos e com a história de toda uma região. Adquira as conservas SABE A MAR, um projeto do centro comercial Aqua Portimão, que celebra a tradição conserveira, as gentes do mar e a história de Portimão.

Uma produção exclusiva de 2.500 unidades de sardinha em lata, feitas de forma artesanal e embaladas manualmente, seguindo uma receita com 100 anos de história. Parte das vendas revertem a favor do projeto Memórias com Sentido(s) da associação Alzheimer Portugal.

Se estiver fora do Algarve, não deixe de saborear este manjar. Pode encomendar através do site oficial e receber em casa, através dos CTT.

Se estiver pelo Algarve, passe no Aqua Portimão para adquirir as suas conservas. As mesmas estão à venda no Balcão de Informação do centro comercial que se encontra completamente decorado com o projeto.

O projeto

É na rua de São Pedro que está localizado o Aqua Portimão, centro comercial da Klépierre – proprietária e gestora de mais de 100 centros comerciais na Europa. Contudo, há 100 anos, nessa mesma localização, operava a Fábrica Boavista, uma conhecida conserveira. A história e as memórias do endereço que partilham foram o mote do novo projeto do centro comercial algarvio. ‘SABE A MAR’ é uma homenagem à tradição e cultura da cidade, que conta com a criação de dois produtos de edição limitada, que vão ser explorados em várias iniciativas culturais, culinárias e rubricas digitais.

As indústrias da pesca e das conservas contribuíram para o desenvolvimento urbano e económico de Portimão, associado ao surgimento das primeiras fábricas. É sob o rasto de história deixado pela antiga Fábrica Boavista que o Aqua Portimão transformou um produto tão familiar e histórico, como as sardinhas em conserva, num produto premium que promete levar Portimão além-fronteiras. ‘SABE A MAR’ dá nome a este produto, uma edição limitada sob a expressão “QUE JÊTE”, lançadas com o apoio da Câmara Municipal de Portimão e o Museu de Portimão, com 2.500 unidades, cuja parte das receitas vão reverter a favor do projeto Memórias com Sentido(s) da associação Alzheimer Portugal.

Estas conservas, que recuperam e conservam décadas de tradição, foram produzidas manualmente e com a mesma receita centenária usada na Fábrica Boavista, preparadas com dedicação pelos homens do mar, pela Conserveira do Arade e equipas Klépierre. As sardinhas em lata ‘SABE A MAR’ estão disponíveis em duas opções, limão e azeite virgem, dois sabores típicos e lusitanos.

Uma vez que a sardinha é a rainha, o projeto vai estender-se até à cozinha do prestigiado Chef Hugo Nascimento, que se juntou ao projeto para criar receitas exclusivas que destacam o sabor da sardinha e podem ser consultadas brevemente no site https://sabeamar-aquaportimao.pt/ .

Contudo, a história e tradição do Algarve não ficam pelo prato e há algo que fala mais alto: o sotaque tão característico e as expressões do seu povo, que passam de geração em geração. Neste contexto, o humorista David Cristina vai percorrer Portimão para conversar com as personagens mais carismáticas e descobrir as expressões locais mais características da identidade da região, numa rubrica digital que pode ser conhecida nas redes sociais.

O projeto ‘SABE A MAR’ vai ter a duração de três anos, ao longo dos quais vai explorar os diferentes eixos passando pela arte e cultura até à gastronomia. Para todos aqueles que pretendem puxar a brasa a esta sardinha, basta procurar as edições no quiosque de informações do Aqua Portimão, disponível por 5€, a unidade.

Foto: AP.

Continuar a ler

Atualidade

Barcelos: Natal marca a programação de dezembro do Theatro Gil Vicente

Publicado

on

O Natal marca a programação cultural de dezembro do Theatro Gil Vicente (TGV), em Barcelos. O teatro infantil tem especial relevo, mas o cinema e a música não deixarão de estar presentes.

E é com música que abre a programação, no dia 2, às 22h00, com o concerto de Rui Reininho, espetáculo inserido no ciclo de concertos ‘triciclo’.

Por seu lado, o teatro sobe ao palco do espaço vicentino no dia 10, com duas sessões:  às 16h00 e às 21h30, com a peça “Um amor de família”, do Teatro Dramax Oeiras.

Teatro para crianças

Já na rubrica “Em família no TGV”, as tardes de domingo são dedicadas aos mais novos: no dia 4, pelas 16h00, é encenada a peça “A Fórmula Mágica – O Musical” pela ADN de Palco – Associação Cultural e Teatral; no dia 11, às 16h00, é a vez da peça “Natal em todo o lado”, pela Associação D’Improviso – Artes do Espetáculo. No dia 18, bem mais perto do Natal, avança a peça “É Natal outra vez”, pela GrowUp Produções.

Cinema e Dança

A Associação Zoom – Cineclube continua a apresentar cinema no Theatro Gil Vicente, exibindo, no dia 6, às 21h30, o filme “Triângulo da Tristeza”, de Ruben Östiund. No dia 20, às 21h30, é a vez de “Decisão de Partir”, de Park Chan-Wook.

Já depois do Natal, no dia 27, haverá a comemoração d’O Dia Mais Curto com as “Curtas do Mundo” com a projeção dos filmes “As Visitantes”, de Enrique Buleo”; “Fantasma Neon”, de Leonardo Martinelli” e a “Glória da Malvada Eliz”, de Eliska Kovalková e Adan Struhala, às 21h30.

A programação de dezembro do Theatro Gil Vicente também contempla a dança. No dia 7, às 21h30, sobe a palco o espetáculo “Sonho de uma noite de Natal”, pela Academia Rosália Ferreira – Núcleo Artístico e Cultural de Barcelos.                  

Do programa Fora de Portas, destaque para o concerto de “Ocenpsiea”, a realizar no Café Plátano (Koberto), em Roriz, no dia 16, às 22h00, espetáculo inserido no ciclo de concertos ‘triciclo’.

Imagem: CMB.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).   

Imagem: CMB.                                                           

Continuar a ler

Atualidade

Barcelos assinala Dia Internacional e promove Jornadas do Voluntariado

De 05 a 12 de dezembro 2022

Publicado

on

O Município de Barcelos vai promover, em dez estabelecimentos de ensino do concelho, as Jornadas de Voluntariado, cujo início – dia 5 de dezembro – coincide com o Dia Internacional do Voluntariado.

Assim, desde a próxima segunda-feira, e durante uma semana (até ao dia 12), o programa será preenchido por sessões de sensibilização e esclarecimento a decorrer nos períodos da manhã e da tarde, nas escolas que aderiram à proposta do Município de Barcelos.

Esta iniciativa é operacionalizada pelo Banco Local de Voluntariado (BLV) e tem por objetivo educar para o voluntariado, contribuindo para uma cultura de solidariedade no território de Barcelos. A ideia subjacente é que alunos, professores e restante comunidade educativa vejam o voluntariado numa perspetiva de desenvolvimento integrado e de cidadania.

Durante as sessões, haverá testemunhos de voluntários que integram as entidades parceiras do território em projetos já em curso, que partilharão as suas experiências e projetos.

Imagem: CMB.

Continuar a ler

Mais lidas