Connect with us

Atualidade

Município de Vagos: “’Animar o verão’ teve um Saldo (muito) positivo”

Publicado

on

Após dois anos profundamente marcados pela pandemia de COVID-19, que condicionou, de uma forma significativa, a oferta cultural no concelho de Vagos, nomeadamente, nos meses de verão, a programação no ano de 2022 “foi encarada com enorme vontade de fazer acontecer e com forte expetativa quanto aos resultados”, refere o Município.

Nessa perspetiva, o Município de Vagos preparou o programa “Animar o verão”, apostando “numa planificação versátil e abrangente, que privilegiou a diversidade das atividades apresentadas e a qualidade dos intervenientes, com o objetivo de proporcionar bons momentos a todos os vaguenses por um lado, mas também, a todos os quantos escolheram o concelho de Vagos para fazerem as suas férias e, muito particularmente, aos nossos emigrantes que, depois de mais um ano de trabalho, regressaram à sua terra-natal para rever amigos e família, com o objetivo de passarem bons momentos de lazer e diversão”, continua.

Como sempre acontece, o “Animar o verão” teve o seu principal enfoque na Praia da Vagueira, mormente, no Largo Parracho Branco que, polvilhado com artesanato, restauração, Posto de Turismo, Espaço Bairrada e Biblioteca de Praia, receberia a grande fatia dos eventos desenvolvidos.

Um evento Sensation(al) a abrir e oferta diversificada de eventos

Durante julho, agosto e setembro, a oferta de atividades primou pela diversidade dos conteúdos propostos. De tal maneira que, quem esteve ou visitou a Praia da Vagueira pôde desfrutar, desde logo do regresso em pleno do Vagos Sensation Gourmet, naquela que foi catalogada de Best Edition e que, de facto, cumpriu amplamente os seus objetivos. Com a presença de Chefs de renome nacional e internacional, durante três dias, acolheu milhares de participantes que se deliciaram com as provas e os jantares temáticos, numa edição que juntou a inovação à tradição. Desta forma, lançou-se uma temporada em que os veraneantes puderam desfrutar de tudo um pouco:  de grandes concertos musicais no Palco Principal, ou propostas mais intimistas que ficaram reservadas para o Palco Biblioteca de Praia.

Os amantes do desporto puderam experimentar as “Caminhadas ao Pôr do Sol”, as aulas de Zumba, ou o programa Vagueira em Ação, atividades sempre muito participadas pelos veraneantes e que ajudaram a descontrair ativamente, aproveitando a dimensão do espaço do Largo Parracho Branco, ou o fantástico enquadramento marítimo dos passadiços da Vagueira.

Quem gosta de desportos náuticos não perdeu as “Manhãs Náuticas”.

Os que privilegiam o aspeto cultural, tiveram a oportunidade de colocar a leitura em dia na Biblioteca de Praia, e para quem aprecia artesanato, não faltou oferta dos artesãos vaguenses, entre uma ou outra bebida nos bares do Largo Parracho Branco e no Espaço Bairrada, e uma refeição ligeira na restauração que ali marcou presença.

Voltaram os Município Sem Fronteiras, em três noites de pura animação, com as equipas das freguesias do concelho, dos Bombeiros Voluntários de Vagos e da Câmara Municipal de Vagos, mais do que a competirem, a divertirem-se imenso. Falando em diversão, os mais pequenos adoraram os domingos nos insufláveis.

Município Sem Fronteiras (Foto: CMV)

Praça cheia às quartas-feiras

Os grandes concertos à quarta-feira, no Largo Parracho Branco, com nomes fortes do panorama musical nacional, numa vertente mais popular ou pop, é uma aposta já bastante consolidada, que tem o objetivo e o mérito de não colidir com as festividades realizadas pelas diversas freguesias do Município que acontecem, por norma, aos fins de semana. Em julho, abriu-se o apetite com Função Públika e terminou-se com a atuação de Capitão Fausto. Em ambas as ocasiões, o Largo Parracho Branco vibrou de entusiasmo. Em agosto, as presenças dos Anjos e de José Cid encheram, literalmente, este espaço que haveria, também, de acolher, muito calorosamente, nomes como Olavo Bilac e Virgul, que, certamente, deixaram a Vagueira com saudades. Projetos como Magma, TV5 e FAX tiveram o seu (muito) público e contribuíram para a diversidade de oferta musical que existiu nos três meses de “Animar o verão”.

Muitos artistas Vaguenses no Palco Biblioteca de Praia

Se em 2020, ano de pandemia plena, o Município de Vagos apoiou os seus artistas através do projeto online “Vagos em Cen@” e em 2021, mercê da maior abertura nas restrições, já houve margem para espetáculos ao vivo, este ano, em cenário normal, redobrou-se o apoio aos artistas locais dentro do programa “Animar o verão” através das atuações que aconteceram às sextas-feiras à noite e aos sábados ao fim da tarde, num contexto mais intimista. No Palco Biblioteca de Praia aconteceu quase uma vintena de atuações musicais para gáudio dos veraneantes encontrando-se, desta forma, o espaço certo para a promoção do (bom) trabalho realizado pelos músicos do concelho de Vagos e que foi devidamente apreciado.

Um verão com sensibilização ambiental

Já é uma tradição, o programa “Animar o verão” ter uma componente muito forte de sensibilização ambiental. Este ano não fugiu à regra com iniciativas como o “Piquenique com as Estrelas”, realizado de uma forma descentralizada, em Ponte de Vagos, e que congregou mais de três centenas de participantes, ou “O Mar Contra-Ataca” que procurou, através da criação de personagens marinhas que “emergiam” do oceano e que interagiam de uma forma divertida com os banhistas, sensibilizando-os para a necessidade da preservação do nosso mar.

Em suma, três meses de “Animar o verão”, “com dezenas de milhares de pessoas a preencher o espaço do Largo Parracho Branco; um enfoque muito forte no apoio aos agentes culturais locais e uma diversidade de conteúdos que apresenta saldo bastante positivo, a deixar saudades e uma expetativa que o próximo verão chegue depressa”, conclui o Município.

Fotos: CMV.

Continuar a ler
Clique para Comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Atualidade

Barcelos: Música, Teatro, Cinema e Dança no Theatro Gil Vicente

Programação de fevereiro

Publicado

on

Música, dança, teatro e cinema preenchem a programação do mês de fevereiro do Theatro Gil Vicente, que acolhe, já no dia 5 de fevereiro, às 16h00, a rubrica “Em família no TGV”, com a companhia “teatromosca” a apresentar a peça “Odeio a minha irmã” – espetáculo dividido em duas performances com textos do dramaturgo e encenador francês Sébastien Joanniez.

Ainda no que respeita a teatro, os mais novos podem assistir, no dia 18 às 16h00 e 21h30, e no dia 19, às 16h00, à peça “Gato das Botas”, pela Jangada Teatro. Entretanto, no dia 26, há ainda lugar para duas sessões de teatro para bebés (dos 3 meses aos 3 anos), às 10h00 e às 11h30, com apresentação da peça “Atelier teatrada”, encenada pela companhia “Marias Catrapumbas”.

Para os mais crescidos, o Theatro Gil Vicente recebe, no dia 11 de fevereiro, às 21h30, Ruy de Carvalho, figura máxima do Teatro em Portugal, que vem apresentar “Ruy, a história devida”, pela Yellow Star Company. No dia 25, às 21h30, é a vez do ator António Capelo apresentar o monólogo “Ninguém”.

Música e Cinema

No domínio musical, a sala de espetáculos do Gil Vicente recebe dois concertos promovidos pelo ‘triciclo’: o primeiro realiza-se no dia 9, às 22h00, com “Casper Clausen – Efterklang”, e o segundo – “Electrolab – serviço educativo” – acontece no dia 24 de fevereiro, às 22h00, produzido por um grupo de músicos de Barcelos que se juntou ao Laboratório de Robótica de Macieira de Rates. Este projeto junta automatismos, linhas de código, instrumentos convencionais, ferramentas do dia a dia e objetos obsoletos.

Quanto a cinema, o Cineclube Zoom leva ao Theatro Gil Vicente dois filmes: “A Vida de uma Mulher”, no dia 7 de fevereiro; e, no dia 14, “A Mulher que eu Abandonei”, ambos do autor Yasuzô Masumur. As sessões são às 21h30, e os bilhetes têm um custo de 3,5 euros.

O dia 26 é dedicado à dança, pelo que, às 18h00, pode assistir ao espetáculo “A Fada das Cores”, pela Escola de Dança de Barcelos.                                                           

Ainda no âmbito da programação cultural do mês de fevereiro, a Igreja do Terço recebe, no dia 4, às 21h30, o concerto “Noites de Fado”, por Liliana Macedo.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

Imagem: CMB.

Continuar a ler

Atualidade

Lisboa: Mochila apreendida por apropriação ilegítima

Mais uma ocorrência

Publicado

on

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Segurança Aeroportuária, no dia 28 de janeiro, apreendeu, a um homem com 50 anos de idade, uma mochila deixada por esquecimento no interior de viatura táxi.

O denunciante, ao chegar a Lisboa, deslocou-se para a praça de táxis do aeroporto e, dali, seguiu para a Moita, apercebendo-se, pouco depois de chegar, que deixara esquecida, no interior da viatura, uma mochila de sua propriedade. Tentou, em vão, o contacto com o condutor, optando, depois, por denunciar o assunto à PSP do Aeroporto, descrevendo o seu conteúdo.

Pelas diligências garantidas pela PSP, conseguiu-se chegar à identificação do condutor da viatura que referiu ainda não ter entregue o artigo por o seu veículo estar na oficina.

Após este contacto policial, foi possível garantir a entrega do artigo deixado esquecido na viatura.

Quando da abordagem policial, foi possível apreender a mochila, contendo, no interior, um computador portátil e um disco externo.

Os bens apreendidos, avaliados em cerca de 1.100 euros, foram entregues ao seu legítimo proprietário.

O denunciante prescindiu do procedimento criminal contra o suspeito.

A PSP aconselha: garanta sempre que viu o habitáculo do veículo onde circulou, assegurando-se que nada ficou esquecido no seu interior.

Ocorrência

A Divisão de Segurança a Transportes Públicos, no dia 30 de janeiro, pelas 16h00, na freguesia de Algés, procedeu à detenção de um homem, com 29 anos, por existir sobre o mesmo um mandado de detenção.

No âmbito da fiscalização aos estabelecimentos, na Estação do Ferroviária de Algés, os Polícias avistaram o suspeito e, ao solicitarem documento de identificação, apuraram que tinha um mandado de detenção, para cumprimento de 5 cinco meses de prisão efetiva. O detido, condenado pela prática de um crime de Desobediência, foi conduzido ao Estabelecimento Prisional de Lisboa, para cumprimento de pena aplicada.

Foto: DR.

Continuar a ler

Atualidade

Lisboa: Jovem detido por tráfico de estupefaciente no Areeiro

Publicado

on

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da 5ª Divisão Policial, no dia 30 de janeiro, pelas 15h13, na freguesia de Areeiro, procedeu à detenção, em flagrante delito, de um jovem de 21 anos de idade, por ser suspeito da prática de um crime de tráfico de produto estupefaciente.

Os Polícias efetuavam patrulhamento numa zona urbana sensível, quando constaram um indivíduo sentado numa cadeira que, ao avistar os mesmos, iniciou marcha acelerada em direção aos patamares superiores.

Ao deslocarem-se até ao primeiro andar, ao encontro do suspeito, visualizaram o mesmo a largar, da sua mão direita, um saco de plástico que verificaram conter, no seu interior, várias embalagens de pequenas dimensões com produto suspeito de ser estupefaciente.

Após revista ao suspeito, foi possível detetar na sua posse 160 euros em dinheiro, tendo sido encaminhado à subunidade policial.

Da ação policial resultou a apreensão de: 50 doses de haxixe e 160 euros em numerário

O detido foi presente a Autoridade Judiciária tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de Apresentações Semanais.

Foto: DR.

Continuar a ler

Mais lidas