Connect with us

Atualidade

Conselho Intermunicipal da CIM Alto Minho aprova plano de ação integrado sobre transição energética

“Transição energética no ALTO MINHO | cocriando um futuro sustentável”

Publicado

on

Conscientes do papel que desempenham, os municípios de Arcos de Valdevez, Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira – com todo o apoio e incentivo da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho – decidiram, em conjunto, tornar-se signatários da iniciativa europeia Pacto de Autarcas. Todos, beneficiando dos contributos de diversos agentes territoriais, locais e regionais, realizaram um inventário de emissões de referência e, como base neste, definiram um plano de ação sustentável em termos energéticos, traduzido em medidas e projetos concretos com o intuito de reduzir as emissões nos respetivos territórios em, pelo menos, 20%… O ano-alvo era, então, o ano de 2020.

Foram implementadas várias ações, todavia, para se cumprir os objetivos do Acordo de Paris e alcançar a tão almejada neutralidade climática, muitas mais carecem de ser implementadas.

A participação no projeto “URB EN PACT – together towards net-zero energy cities” permitiu ao território do Alto Minho, através de um processo de cocriação, utilizando uma abordagem participativa e com o apoio de um diversificado conjunto de stakeholders locais e regionais, tanto públicos como privados, planear a ação, para além de 2020, em matéria de transição energética e neutralidade carbónica/clima, aspirando o Alto Minho a tornar-se um território com balanço energético nulo antes de 2050.

O plano de ação integrado “Transição energética no ALTO MINHO | cocriando um futuro sustentável” é o resultado final deste processo de cocriação de 2,5 anos. Foi definido através de uma abordagem participativa, que beneficiou tanto dos contributos de uma grande variedade de agentes territoriais locais e regionais (através das reuniões do Grupo de Ação local Urbact) como de um intercâmbio frutuoso entre parceiros e peritos (através das reuniões transnacionais) e foi produzido no âmbito do projeto URB-EN PACT, financiado pelo programa URBACT.

Em termos de conteúdo, estabelece a visão e compila a estratégia global que permitirá ao Alto Minho tornar-se um território com balanço energético nulo antes de 2050, em linha com o compromisso do Governo de Portugal de atingir neutralidade carbónica até 2050 e com o Plano Estratégico de Desenvolvimento do Alto Minho (Alto Minho 2030). A forte aposta na expansão das energias renováveis, na eficiência energética e na redução da dependência dos combustíveis fósseis importados, é apoiada por medidas destinadas a salvaguardar a segurança energética, a garantir uma transição justa e a promover a sensibilização e o envolvimento dos cidadãos.

Para além dos aspetos técnicos e tecnológicos, o objetivo “território com balanço energético nulo” não poderá ser atingido sem o envolvimento e contributo de todos: famílias, cidadãos, empresas, instituições públicas, escolas, universidades, cada um, individual e coletivamente, terá de contribuir para reduzir o consumo energético no território, de modo a que as necessidades residuais de energia possam ser satisfeitas por energia verde e sustentável, produzida e entregue localmente.

Em termos de objetivos, foram identificados três objetivos gerais: reduzir o consumo de energia (e, concomitantemente, reduzir as emissões de carbono); aumentar a produção local de energia renovável (e, portanto, aumentar as fontes de energia de baixo carbono); e equilibrar a produção e o consumo de energia para alcançar o estatuto de território com balanço energético nulo.

O caminho para que o Alto Minho se torne num território com balanço energético nulo fica hoje mais claro com a aprovação deste plano na reunião do Conselho Intermunicipal do Alto Minho, realizada na passada sexta-feira (dia 28 de outubro), acordando os autarcas do Alto Minho trabalhar numa ação conjunta, coerente, concertada, consistente e integrada (vertical, horizontal e territorialmente) com a prioridade a ser colocada no aumento da eficiência energética; na diversificação e intensificação da produção de energia de base renovável; no incremento da produção de energia descentralizada (seja individual ou coletivamente, através do autoconsumo ou através de comunidades de energia); na modernização dos transportes públicos e de mercadorias e na crescente aposta numa mobilidade progressivamente integrada e sustentável; no reforço e modernização de infraestruturas; na investigação (incluindo deteção e monitorização), experimentação, inovação e competitividade; na promoção de processos, produtos e serviços de baixo carbono; na melhoria dos serviços de energia; e na aposta na capacitação, sensibilização e partilha de informação.

Foto: DR.

Atualidade

Madeira: PSP regista 47 acidentes de viação entre 20 e 26 de janeiro

Dos acidentes resultaram 19 feridos ligeiros

Publicado

on

O Comando Regional da Polícia de Segurança Pública da Madeira, relativamente à sinistralidade rodoviária verificada no período compreendido entre o dia 20 e o dia 26 de janeiro, registou um total de 47 acidentes de viação na Região Autónoma da Madeira, distribuídos pelos seguintes Concelhos: Funchal (19), Câmara de Lobos (2), Ribeira Brava (4), Ponta do Sol (2), Calheta (2), Porto Moniz (3), Santana (1), Machico (5) e Santa Cruz (9).

Este número de sinistros resultou num total de 19 feridos ligeiros (12 no Funchal, 1 em Câmara de Lobos, 2 na Ribeira Brava e 1 na Ponta do Sol, 1 no Porto Moniz e 2 em Machico).

s tipologias dos referidos acidentes de viação foram as seguintes: Colisão (35), despiste (10), atropelamentos (1), Outros (1).

Durante o referido espaço temporal, desenvolveu uma série de operações de fiscalização rodoviária, que resultaram na materialização de 11 detenções por condução sob o efeito do álcool (8 no Funchal, 3 em Câmara de Lobos), 7 detenções por condução sem habilitação legal (5 no Funchal e 2 em Câmara de Lobos) e 3 detenções por desobediência (2 no Funchal, por recusa em efetuar o teste de alcoolemia e 1 em Câmara de Lobos por condução com o título de condução apreendido).

Foto: DR.

Continuar a ler

Atualidade

Operação de fiscalização rodoviária desenvolvida pela PSP em Matosinhos

Publicado

on

O Dispositivo da Polícia de Segurança Pública do Comando Metropolitano do Porto, no dia de ontem, realizou mais uma operação policial no âmbito rodoviário, tendo como objetivo a conjugação de uma vertente de prevenção e a dissuasão de comportamentos de risco, de forma a promover o sentimento de segurança junto dos cidadãos.

Da presente operação, desenvolvida através do efetivo da Divisão Policial de Matosinhos, na área da cidade de Matosinhos, resultaram a detenção 01 pessoa por condução de veículo sob efeito do álcool; a fiscalização de 160 condutores e respetivas viaturas, sendo que 116 condutores foram submetidos ao teste de álcool no sangue; e 05 autos de notícia por contraordenação por infrações verificadas ao Código da Estrada e demais legislação rodoviária.

Foto: DR.

Continuar a ler

Atualidade

Porto: PSP faz nove detenções pelo crime de tráfico de estupefacientes

Publicado

on

O Dispositivo da Polícia de Segurança Pública do Comando Metropolitano do Porto, no âmbito do combate ao crime de tráfico de estupefacientes, efetuou a detenção de 09 suspeitos de crime de tráfico de estupefaciente e a apreensão de cerca de 305 doses individuais de Heroína, Cocaína e Haxixe.

No dia 26 de janeiro, pelas 11h30, no Bairro do Aleixo – Porto, deteve 01 homem, de 46 anos de idade, desempregado e residente em Bragança, tendo apreendido Cocaína e Haxixe suficientes para cerca de 11 e 39 doses individuais.

Foto: PSP.

No mesmo dia, pelas 13h15, na Praça Almeida Garrett – Porto, deteve 01 homem, de 58 anos de idade, desempregado e residente em Vila Nova de Gaia, apreendendo Cocaína suficiente para cerca de 13 doses individuais. Pelas 18h00, na Rua António Bessa Leite – Porto, deteve 03 homens, de 33, 51 e 53 anos de idade, carpinteiro, marceneiro e desempregado, respetivamente, residentes em Paredes, apreendendo Heroína e Cocaína suficientes para cerca de 42 e 10 doses individuais, respetivamente. Pela mesma hora e na mesma rua, deteve um outro homem, de 41 anos de idade, agricultor e residente em Mirandela, apreendendo Heroína, Cocaína e Haxixe suficientes para cerca de 30, 04 e 10 doses individuais. Respetivamente [ndr: foto abaixo].

Foto: PSP.

Pelas 19h45, no Largo da Ramadinha – Porto, deteve 01 homem, de 41 anos de idade, desempregado e residente no Porto, apreendendo Haxixe suficiente para cerca de 58 doses individuais.

No dia 27 de janeiro, pelas 00h50, no Bairro de Francos – Porto, deteve 02 homens, de 18 e 34 anos de idade, estudante e desempregado, residentes em Matosinhos e no Porto, respetivamente, tendo apreendido Cocaína suficiente para cerca de 88 doses individuais [ndr: foto de destaque].

Os detidos vão ser presentes junto das Autoridades Judiciárias.

Fotos: PSP.

Continuar a ler

Mais lidas