Connect with us

Atualidade

8ª edição do Festival Vaudeville Rendez-Vous apresentado hoje no Mosteiro de Tibães, em Braga

Circo contemporâneo pelo terceiro ano em Barcelos

Publicado

on

Foi apresentada, hoje, a programação da 8ª edição do Festival Vaudeville Rendez-Vous, o mais influente festival de circo contemporâneo do país – que decorre entre 18 e 23 de julho, nas quatro cidades que formam o projeto de cooperação intermunicipal Quadrilátero. Barcelos recebe este certame pela terceira vez consecutiva.

Na cerimónia de apresentação, que decorreu em Braga, no Mosteiro de Tibães, Bruno Martins e Cláudia Berkeley, responsáveis pela programação do Festival, deram a conhecer o cartaz. Para os organizadores, “esta será uma edição para voltarmos a habitar e a criar livremente no espaço público. Para sermos surpreendidos pelo olhar diferente que os outros têm do território que habitamos quotidianamente.”

Elisa Braga, vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Barcelos, assinalou que “é assim que se constrói a cultura em território. Ao trazer a arte circense para o Centro Histórico, vamos fazer com que a população e os nossos visitantes tenham contacto com a arte”. Para a vereadora, “Barcelos está apostado em participar e colaborar com estas iniciativas e com o Quadrilátero Cultural” e sensibilizou para o apoio que deve ser dado ao teatro e à arte circense, que, neste momento, “são áreas extremamente sensíveis”.

Por sua vez, Paulo Silva Lopes, vereador da Cultura do Município de Guimarães, assinalou que este Festival favorece a “promoção turística, numa altura em que as cidades se enchem com esta atividade, de uma disciplina artística de vanguarda” e valorizou este projeto que “lê as cidades e sabe inscrever-se nelas.”

Já Pedro Oliveira, vereador da Cultura da Câmara de Vila Nova de Famalicão, lembrou a génese famalicense do Festival e do Teatro da Didascália e que “é agora um projeto dos quatro municípios”.

Cerimónia de apresentação (Foto: CMB)

A finalizar, Ricardo Rio, Presidente da Câmara Municipal de Braga, lembrou, também, o nascimento do Festival, em 2014, em Famalicão, e que teve um “efeito de contaminação positiva”. Para o autarca, este é um “Festival distintivo e que marca a diferença”, e pretende “dar visibilidade e projeção ao circo contemporâneo”.

Ao longo de quatro dias, haverá um total de 29 récitas dos 11 espetáculos programados, dos quais, 5 estreias nacionais e 2 coproduções. À semelhança da edição anterior, o Festival arranca com quatro oficinas de criação dirigidas a públicos específicos de cada cidade e estende-se ao longo da programação, havendo ainda lugar para uma conferência dirigida a estudantes, profissionais, ou simplesmente curiosos, das artes performativas, acerca do seu processo criativo.

Este projeto é cofinanciado pelo Programa Operacional Regional do Norte, Norte 2020, através do Portugal 2020 e do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Espetáculos no Município de Barcelos

KILOMETER 97.1 | Juggled road-trip |Collectif Protocole| França |M/3| Estreia Nacional

20 julho | 19h00 Ponto de encontro: Praceta Francisco Sá Carneiro | Barcelos

Nota: Espetáculo-percurso. Recomenda-se a utilização de calçado confortável.

Durante cem quilómetros, de madrugada ao anoitecer, os clubes de malabarismo vão absorver as paisagens, os encontros, o alcatrão e a areia, os rostos e o tempo passado a caminhar ao longo das estradas secundárias.

Entre trota-mundos experimentais e aventureiros do momento, os artistas nómadas agarram-se à sua pick-up preta, tecem uma narrativa num mapa amassado, para finalmente terminarem as suas andanças, dando-nos um encontro para partilhar um pedaço da estrada e caminhar os últimos cem metros com eles. 

THE FRAME | Office Eléctrico 28| Espanha e Áustria| aprox. 45 min.| M/3| Estreia Nacional

21 julho |19h00 | Ponto de encontro:  Largo da Porta Nova – Torre | Barcelos

Lotação limitada a 70 lugares.

*Espetáculo gratuito, mas sujeito ao levantamento de bilhete. Os bilhetes devem ser levantados no local da apresentação, uma hora antes do início do espetáculo.

[ The Frame ] propõe instalar-se diante da vida da cidade passageira para a observar, pensar, calcular, designar e partilhar…Há cadeiras, olhos, palavras, sinais, sons, vozes, asfalto e muitas outras coisas. Há uma miríade de personagens e entre elas, quatro que são treinadas nas disciplinas de observação e organização de qualquer coisa, que se submetem à vertigem do fluxo vivo para capturar tudo o que acontece durante 45 minutos. Não há nenhum enredo. Não há um final.

 [ The Frame ] é muitas espécies de espaços – lúdicos, poéticos, para surpresas e ações espontâneas, para conhecer estranhos – mas, acima de tudo, trata-se de cruzar o ordinário, o trivial e o geral para descobrir o extraordinário, o especial e o único.

MELLOW YELLOW| TBTF (To Busy To Funk) |França |Aprox. 60 min. |M/3

21 julho| 22h00| Praceta Francisco Sá Carneiro | Barcelos

Mellow Yellow é um espetáculo nascido de três personalidades singulares que partilham uma visão comum do palco. Juntos, criam um universo que lhes permite expandir o seu vocabulário e ir além dos limites das suas especialidades: malabarismo, dança, música e representação. Nesta peça, a vida quotidiana e a performance unem-se e noções concretas tornam-se abstratas e, depois, totalmente absurdas. Mellow Yellow é uma atuação imersiva que convida o público a redescobrir o seu ambiente imediato, desde a pequena praça esquecida até ao topo da montanha. Uma viagem conjunta, fora do tempo, num lugar inexistente.

SILÊNCIO DO CORPO |Erva Daninha |Portugal |aprox. 40 min.| M/3

22 julho| 19h00| Praceta Francisco Sá Carneiro | Barcelos

O silêncio é total, mas dentro de mim reina uma agitação particular, informações contraditórias que são processadas em tempo real. O corpo diz que já não aguenta, mas a mente não quer saber, levando o corpo para além do seu limite.

Neste estado, segundo o silêncio é mais surdo, e cada movimento aproxima-nos do limite.

Este é o ponto de partida, explorar o limite físico para contar o que se vê/sente do outro lado, onde o mental nos suporta e nos permite alcançar um estado que até então não conhecíamos, revelando emoções primárias, íntimas e universais.

O mastro chinês serve de pretexto para mergulhar verticalmente na profundidade do ser, alcançar esse limite, e ultrapassá-lo.

ENSEMBLE |CIA Jupon |França |Aprox. 50 min.| M/3 |Estreia Nacional

22 julho| 22h00 | Praceta Francisco Sá Carneiro | Barcelos

Aqui nadamos em águas turvas. Dois homens viram-se um para o outro, sujeitos ao acaso. O que se joga entre duas pessoas é jogado diante dos nossos olhos.

Quando duas forças opostas se encontram, existe um ponto de equilíbrio delicado, instável e necessário. Um equilíbrio que se ouve tanto a si próprio como aos outros, um equilíbrio precário que requer uma atenção perpétua.

No centro desta dinâmica, a verticalidade do mastro chinês oferece uma nova possibilidade. É uma âncora no coração do ciclone, uma escala que simboliza a aspiração de ir mais alto e mais longe, um convite a olhar JUNTOS.

DO FERRO À FERRUGEM |Alan Sencades| BRASIL| aprox. 30 min.| M/3

23 julho| 11h00 | Largo da Porta Nova – Torre | Barcelos

A ferrugem é testemunha da ação do tempo sobre as vidas, sejam orgânicas, como a existência humana, ou inorgânicas, como o metal moldado nos instrumentos de sopro. Do ferro à ferrugem evoca melodias e imagens sobre a maturação, envelhecimento e renascimento dos corpos, sobre suas mudanças e memórias, sobre as distorções e adaptações que os dias impõem aos esqueletos vivos e inanimados.

KINSKI – ROI DE RATS | Rui Paixão / Holy Clowns| Portugal| Aprox. 50 min.| M/3

23 julho| 19h00 |Theatro Gil Vicente | Barcelos

Nota: Espetáculo-percurso. Recomenda-se a utilização de calçado confortável.

Kinski – Roi de Rats é um espetáculo que conta a história de Kinski, um ator problemático e sem emprego que se vê na circunstância de ter de vender dentes de vampiro para sobreviver. Numa demonstração do potencial deste produto através da encenação de Nosferatu, Kinski acaba transformado num rato como forma de protesto e empesta toda a cidade.

KINSKI é o nome de uma personagem para ser libertada no espaço público num contexto de itinerância.

MDR – mort de riure| Los Galindos |Espanha | aprox. 60 min. M/3| Estreia Nacional

23 julho| 22h00 |Ponto de encontro: Praceta Francisco Sá Carneiro. Barcelos

Lotação limitada a 250 lugares.

*Espetáculo gratuito, mas sujeito ao levantamento de bilhete. Os bilhetes devem ser levantados no local da apresentação, uma hora antes do início do espetáculo.

Três palhaços enfrentam uma reviravolta inesperada.

O que aconteceu? O que é que eles vão fazer?

Estará a justiça do seu lado, encontrarão eles uma solução ou serão condenados?

Melon, Rossinyol e Mardi precisam de ti para transmitir otimismo enquanto despertam o espírito crítico.

Só terás o risco de morrer de riso…

A sua natureza selvagem e desajeitada leva-nos a um espetáculo improvável e excêntrico, onde o riso, a diversão e a fantasia são o motor.

ATIVIDADES DE MEDIAÇÃO 

Oficinas de criação| 18 a 21 de julho | Parque da Cidade

No âmbito da 8ª edição do Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous voltam a realizar-se as Oficinas de Criação com apresentação final em cada uma das 4 cidades que acolhem o Festival VRV’22 (Barcelos, Braga, Famalicão e Guimarães).

A temática (em sintonia com o Festival) é a criação/ocupação/usufruto do espaço público e será desenvolvida através das artes performativas (teatro, dança, circo, música, performance). Durante 4 dias, num local específico de cada cidade, um(a) artista partilhará a sua técnica com um grupo de participantes e juntos irão construir a sua apresentação no Festival.

O desafio é pensar e criar a partir das potencialidades expressivas dos corpos em relação com o espaço e com ações mais ou menos improváveis para quem atravessa esse lugar.

Em Barcelos, a oficina de criação decorrerá entre 18 e 21 de julho (com apresentação a 21 de julho), das 14h30 às 18h30, no Parque Municipal (junto ao Pavilhão de Hóquei) e será orientada por Naiana Padial (artista Palhaça formada em Artes do Circo). Tal como aconteceu o ano passado as inscrições poderão ser feitas online e serão dirigidas a jovens até aos 18 anos.

Inscrição gratuita através de formulário próprio em: www.teatrodadidascalia.com.

Fotos: CMB.

Continuar a ler
Clique para Comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Atualidade

Lisboa: Agressão, Resistência, Injúrias, Ameaças e Coação a Agente de Autoridade

Publicado

on

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Segurança a Transportes Públicos, no âmbito do policiamento preventivo e de segurança aos transportes públicos procedeu a três detenções:

No dia 26 de novembro, pelas 13h30, na freguesia de Santa Maria Maior, procedeu à detenção de um jovem com 21 anos de idade, por ser suspeito da prática do crime de Agressão a Agente de Autoridade.

Os Polícias, aquando do patrulhamento na Estação Ferroviária do Cais Sodré, avistaram o suspeito com várias escoriações na face, motivo que despoletou a respetiva abordagem proactiva.

Aquando da abordagem ao suspeito, este, visivelmente transtornado e agressivo, sempre com uma pose ameaçadora e hostil, foi, por diversas vezes, advertido para cessar tal comportamento, não acatando a ordem.

Foi solicitado o seu documento de identificação para averiguar se pendia algum ilícito criminal sobre o mesmo, tendo-se apurado que tinha um pedido de averiguações sobre existência de bens, do Tribunal Judicial de Pequena Criminalidade da Comarca de Lisboa.

Face ao exposto, o suspeito, ao ser instalado na viatura policial para transporte ao departamento policial, tentou, por várias vezes, morder o braço de um Polícia, chegando mesmo a agredir um dos Polícias já na Esquadra em Santa Apolónia, desferindo-lhe um soco na zona da boca, provocando escoriações no lábio, momento esse em que lhe foi dada voz de detenção.

No mesmo dia, pelas 18h50, na freguesia das Águas Livres, procedeu à detenção de um homem com 23 anos, por ser suspeito da prática do crime de Agressão e Resistência e Coação a Agente de Autoridade.

Os Polícias, aquando do patrulhamento na Estação Ferroviária da Reboleira, avistaram o suspeito a passar as “gates” colado a outro passageiro, sem se aperceber da presença daqueles, motivo o qual despoletou a respetiva abordagem proactiva.

Aquando da abordagem ao suspeito, este, visivelmente transtornado, agressivo e descompensado, sempre com uma pose ameaçadora e hostil, foi, por diversas vezes, advertido para cessar tal comportamento, chegando mesmo a agredir um dos Polícias, desferindo-lhe um soco na zona lombar, arranhando na face e no pescoço outro polícia, momento esse em que lhe foi dada voz de detenção.

No dia 28 de novembro, pelas 17h19, procedeu à detenção de um homem com 22 anos, por ser suspeito da prática do crime de Injúrias, Ameaças e Resistência sobre Agente de Autoridade.

Os Polícias, aquando do patrulhamento na Estação do Metropolitano das Olaias, avistaram o suspeito a passar as “gates”, proferindo a expressão “All Cops are Bastards”, tendo sido questionado se tal afirmação seria dirigida aos mesmos, tendo este acelerado o passo para tentar eximir-se da abordagem policial, motivo esse que levou à sua intercetação.

Na sequência da abordagem, foi solicitado o seu documento de identificação, para averiguar se pendia algum ilícito criminal sobre o mesmo, tendo o suspeito recusado, dirigindo-se aos Polícias num tom agressivo e gesticulando, enquanto os injuriava.

Perante tal atitude hostil foi, por diversas vezes, advertido, para cessar tal comportamento e que incorreria num crime de desobediência a uma ordem de um Agente de Autoridade. Em ato contínuo, tentou abandonar o local, continuando as injúrias e as ameaças, pelo que lhe foi dada voz de detenção.

Já no exterior da estação, o detido pontapeou a porta lateral traseira da viatura policial, tendo resistido a entrar na mesma, enquanto tentava infligir auto-ferimentos, com as algemas.

Durante o tempo que esteve no departamento policial, o detido não se inibiu de continuar com as injúrias e ameaças a todos os Polícias presentes.

Os detidos foram notificados para comparecerem na Instância Local Criminal de Lisboa – Secção de pequena Criminalidade.

Foto: DR.

Continuar a ler

Atualidade

ISAL organiza 6ª Erasmus+ Staff Training Week

Publicado

on

O ISAL reúne, durante a próxima semana, no Funchal, mais de duas dezenas de representantes de quinze universidades europeias para debater as boas práticas em comunicação e a cooperação internacional.

O Instituto Superior de Administração e Línguas – ISAL, no âmbito do programa Erasmus+, organiza ao longo dos próximos dias 5 a 9 de dezembro, a 6ª edição da Erasmus+ Staff Training Week, que contempla uma conferência, um curso, um workshop e uma masterclass.

A iniciativa irá contar com a participação de mais de duas dezenas de representantes (23) de quinze instituições de ensino superior, oriundos de uma dezena de países europeus, a saber, Alemanha, Bélgica, Croácia, Espanha, Itália, Lituânia, Polónia, Reino Unido, República Checa e Roménia.

Este evento é dirigido a colaboradores dos gabinetes de relações internacionais das diversas universidades europeias, tendo por principais objetivos, a troca de experiências e a promoção da reflexão sobre as boas práticas de comunicação organizacional e a cooperação internacional.

A programação inicia-se com a conferência de abertura, agendada para a próxima segunda-feira, dia 5 de dezembro, pelas 10h00, no auditório do ISAL, contando com intervenções de vários decisores públicos com responsabilidade sobre as áreas em debate: João Rodrigues, Diretor Regional de Juventude; Dorita Mendonça, Diretora Regional de Turismo; Helena Leal, Vereadora da Câmara Municipal do Funchal; Margarida Neto, em representação da Direção Regional dos Assuntos Europeus; e Leonilde Olim, em representação da Direção Regional de Educação. A cerimónia será presidida pela Vice-Diretora Geral do ISAL, Sancha de Campanella.

O programa de atividades, que decorrerá ao longo da próxima semana, integra um curso de Língua Portuguesa, organizado pelo ISAL; um workshopSummer University – Como organizar uma Universidade de Verão” organizado pela University of Applied Sciences Fulda, Alemanha; e uma Masterclass organizada pelo Instituto do Vinho, do Bordado e do Artesanato da Madeira – IVBAM, entre outras atividades de networking.

Nas atividades de networking serão abordadas vários temas, nomeadamente, o estabelecimento de novas parcerias e sinergias entre as instituições; as boas práticas de gestão e comunicação organizacional; o regresso à normalidade pós-COVID; a modernização e a digitalização no Ensino Superior – Erasmus Without Paper; as novas ferramentas de gestão do programa Erasmus+.

Sancha de Campanella, Vice-Diretora Geral do ISAL, destaca que, “o programa Erasmus+ tem um impacto crucial no sistema de ensino superior, pois procura elevar a qualidade e reforçar a dimensão europeia das instituições, fomentando a cooperação e a mobilidade de técnicos, docentes e discente”. “Este evento constitui uma importante oportunidade para a criação de sinergias e é exemplo da responsabilidade social das instituições de ensino superior, de atuarem na comunidade onde se inserem e cooperarem ao nível internacional para a realização de projetos comuns”, acrescenta.

De destacar, ainda, o período escolhido para o evento, que coincide com o início das festividades natalícias na Região, constituindo uma mais-valia para a partilha da cultura e para a promoção do destino.

Universidades participantes:

University of Warsaw, Jagiellonian University, University of Gdansk, Gheorghe Asachi Technical University of IASI, University of Valencia, University of Rostock, University of Applied Sciences Fulda, Vilnius University, SMK University of Applied Social Sciences, Thomas More Kempen, Bjelovar University of Applied Sciences, Bournemouth University, University of South Bohemia in České Budějovice, Charles University e Università degli studi della Basilicata.

Imagem: ISAL.

Continuar a ler

Atualidade

Conservas “Sabe a Mar”: Coloque na mesa das festividades a tradição de toda uma região

Publicado

on

Celebre as festividades com os sabores típicos Lusitanos e com a história de toda uma região. Adquira as conservas SABE A MAR, um projeto do centro comercial Aqua Portimão, que celebra a tradição conserveira, as gentes do mar e a história de Portimão.

Uma produção exclusiva de 2.500 unidades de sardinha em lata, feitas de forma artesanal e embaladas manualmente, seguindo uma receita com 100 anos de história. Parte das vendas revertem a favor do projeto Memórias com Sentido(s) da associação Alzheimer Portugal.

Se estiver fora do Algarve, não deixe de saborear este manjar. Pode encomendar através do site oficial e receber em casa, através dos CTT.

Se estiver pelo Algarve, passe no Aqua Portimão para adquirir as suas conservas. As mesmas estão à venda no Balcão de Informação do centro comercial que se encontra completamente decorado com o projeto.

O projeto

É na rua de São Pedro que está localizado o Aqua Portimão, centro comercial da Klépierre – proprietária e gestora de mais de 100 centros comerciais na Europa. Contudo, há 100 anos, nessa mesma localização, operava a Fábrica Boavista, uma conhecida conserveira. A história e as memórias do endereço que partilham foram o mote do novo projeto do centro comercial algarvio. ‘SABE A MAR’ é uma homenagem à tradição e cultura da cidade, que conta com a criação de dois produtos de edição limitada, que vão ser explorados em várias iniciativas culturais, culinárias e rubricas digitais.

As indústrias da pesca e das conservas contribuíram para o desenvolvimento urbano e económico de Portimão, associado ao surgimento das primeiras fábricas. É sob o rasto de história deixado pela antiga Fábrica Boavista que o Aqua Portimão transformou um produto tão familiar e histórico, como as sardinhas em conserva, num produto premium que promete levar Portimão além-fronteiras. ‘SABE A MAR’ dá nome a este produto, uma edição limitada sob a expressão “QUE JÊTE”, lançadas com o apoio da Câmara Municipal de Portimão e o Museu de Portimão, com 2.500 unidades, cuja parte das receitas vão reverter a favor do projeto Memórias com Sentido(s) da associação Alzheimer Portugal.

Estas conservas, que recuperam e conservam décadas de tradição, foram produzidas manualmente e com a mesma receita centenária usada na Fábrica Boavista, preparadas com dedicação pelos homens do mar, pela Conserveira do Arade e equipas Klépierre. As sardinhas em lata ‘SABE A MAR’ estão disponíveis em duas opções, limão e azeite virgem, dois sabores típicos e lusitanos.

Uma vez que a sardinha é a rainha, o projeto vai estender-se até à cozinha do prestigiado Chef Hugo Nascimento, que se juntou ao projeto para criar receitas exclusivas que destacam o sabor da sardinha e podem ser consultadas brevemente no site https://sabeamar-aquaportimao.pt/ .

Contudo, a história e tradição do Algarve não ficam pelo prato e há algo que fala mais alto: o sotaque tão característico e as expressões do seu povo, que passam de geração em geração. Neste contexto, o humorista David Cristina vai percorrer Portimão para conversar com as personagens mais carismáticas e descobrir as expressões locais mais características da identidade da região, numa rubrica digital que pode ser conhecida nas redes sociais.

O projeto ‘SABE A MAR’ vai ter a duração de três anos, ao longo dos quais vai explorar os diferentes eixos passando pela arte e cultura até à gastronomia. Para todos aqueles que pretendem puxar a brasa a esta sardinha, basta procurar as edições no quiosque de informações do Aqua Portimão, disponível por 5€, a unidade.

Foto: AP.

Continuar a ler

Mais lidas