Connect with us

Atualidade

“Vinhos do Alentejo em Lisboa” regressa em grande com 450 vinhos em prova

12ª edição, agendada para os dias 18 e 19 de novembro, no CCB, conta com mais de 70 produtores alentejanos promovem vinhos da região num evento que vai ainda debater a sustentabilidade no setor vitivinícola

Publicado

on

Com mais de uma dezena de edições, os “Vinhos do Alentejo em Lisboa” estão de regresso à capital num evento marcado para os dias 18 e 19 de novembro no CCB – Centro Cultural de Belém. A 12ª edição promete mostrar as características singulares das castas alentejanas, com cerca de 450 vinhos em prova e a presença de mais de meia centena de produtores e enólogos da região.

O evento tem início às 16h00 de sexta-feira, 18 de novembro, e até às 21h00, os fãs de uma boa experiência de degustação vão poder apreciar brancos, tintos e rosés de mais de 60 produtores alentejanos. Já no sábado, 19 de novembro, o CCB abre as portas para os Vinhos do Alentejo às 15h00, numa iniciativa que se estende até às 21h00.

Nos dois dias do evento, pelas 18h00, os amantes de vinho vão ter, ainda, a oportunidade de conhecer o Programa de Sustentabilidade dos Vinhos do Alentejo (PSVA), uma iniciativa pioneira em Portugal. O workshop, liderado por João Barroso, coordenador do PSVA, vai juntar os produtores com Certificação de Produção Sustentável.

Durante os dois dias de evento, os participantes vão, também, contar com provas temáticas com direito a debates relacionados com as castas e as particularidades dos vinhos da região.

A Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA), responsável pela iniciativa, estima contar com a presença de mais de 3500 visitantes num evento que conta já com mais de uma dezena de edições fortemente participadas e que pretende dar a conhecer as novidades e novas colheitas dos produtores do Alentejo.

Todos os que pretenderem aceder às provas dos mais de 450 vinhos, com castas e aromas singulares, podem adquirir o copo reutilizável pelo valor de 10 euros.

Produtores presentes:

Tiago Cabaço Winery; Monte das Bagas de Ouro; Mouchão; Tapada de Coelheiros; Adega Herdade das Aldeias de Juromenha; Herdade Paço do Conde; Torre de Palma; Monte da Raposinha; Elite Vinhos; Adega de Borba; Herdade dos Grous; Aromas do Sul, Lda.; Herdade dos Machados; Herdade das Servas; Morais Rocha Wines; Figueirinha; Monte do Pintor; Herdade do Perdigão e Monte do Pintor; Monte do Álamo; Quinta do Quetzal; RG Rovisco Garcia; Herdade Grande; Volteface; Casa Clara; Azamor; Fundação Eugénio de Almeida; Herdade da Ajuda; Fundação Abreu Callado; Mainova; Sovibor; Adega de Redondo; Adega Mayor; Herdade da Cabeceira; Família Margaça; Casa Relvas; Paulo Laurenao; Herdade da Candeeira; Reynolds Wine Growers; Guadelim; Casa Agrícola HMR; Pousio Vidigueira; Lima Mayer; Ervideira; Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito; Casa de Sabicos; Adega de Portalegre Winery; Comenda Grande; João Portugal Ramos; Rocim Wines; Herdade do Peso; Quinta do Paral; Herdade do Pombal; Herdade dos Coteis; Luís Duarte Vinhos; Herdade da Rocha; Casa de Sabicos; Herdade Penedo Gordo; Herdade do Esporão; Carmim; António Maçanita; Bacalhôa Vinhos de Portugal; Nunes Barata Vinhos; Herdade do Freixo; Monte da Bonança; Torre do Frade & Virgo; J Costa Vargas – Ovelha Negra Wines; Herdade da Malhadinha Nova; Abegoaria; Herdade dos Lagos; Ímpar vinhos, Quinta da Plansel, Encosta das Perdizes e Herdade da Lisboa.

Foto: CVRA.

Atualidade

Conservas “Sabe a Mar”: Coloque na mesa das festividades a tradição de toda uma região

Publicado

on

Celebre as festividades com os sabores típicos Lusitanos e com a história de toda uma região. Adquira as conservas SABE A MAR, um projeto do centro comercial Aqua Portimão, que celebra a tradição conserveira, as gentes do mar e a história de Portimão.

Uma produção exclusiva de 2.500 unidades de sardinha em lata, feitas de forma artesanal e embaladas manualmente, seguindo uma receita com 100 anos de história. Parte das vendas revertem a favor do projeto Memórias com Sentido(s) da associação Alzheimer Portugal.

Se estiver fora do Algarve, não deixe de saborear este manjar. Pode encomendar através do site oficial e receber em casa, através dos CTT.

Se estiver pelo Algarve, passe no Aqua Portimão para adquirir as suas conservas. As mesmas estão à venda no Balcão de Informação do centro comercial que se encontra completamente decorado com o projeto.

O projeto

É na rua de São Pedro que está localizado o Aqua Portimão, centro comercial da Klépierre – proprietária e gestora de mais de 100 centros comerciais na Europa. Contudo, há 100 anos, nessa mesma localização, operava a Fábrica Boavista, uma conhecida conserveira. A história e as memórias do endereço que partilham foram o mote do novo projeto do centro comercial algarvio. ‘SABE A MAR’ é uma homenagem à tradição e cultura da cidade, que conta com a criação de dois produtos de edição limitada, que vão ser explorados em várias iniciativas culturais, culinárias e rubricas digitais.

As indústrias da pesca e das conservas contribuíram para o desenvolvimento urbano e económico de Portimão, associado ao surgimento das primeiras fábricas. É sob o rasto de história deixado pela antiga Fábrica Boavista que o Aqua Portimão transformou um produto tão familiar e histórico, como as sardinhas em conserva, num produto premium que promete levar Portimão além-fronteiras. ‘SABE A MAR’ dá nome a este produto, uma edição limitada sob a expressão “QUE JÊTE”, lançadas com o apoio da Câmara Municipal de Portimão e o Museu de Portimão, com 2.500 unidades, cuja parte das receitas vão reverter a favor do projeto Memórias com Sentido(s) da associação Alzheimer Portugal.

Estas conservas, que recuperam e conservam décadas de tradição, foram produzidas manualmente e com a mesma receita centenária usada na Fábrica Boavista, preparadas com dedicação pelos homens do mar, pela Conserveira do Arade e equipas Klépierre. As sardinhas em lata ‘SABE A MAR’ estão disponíveis em duas opções, limão e azeite virgem, dois sabores típicos e lusitanos.

Uma vez que a sardinha é a rainha, o projeto vai estender-se até à cozinha do prestigiado Chef Hugo Nascimento, que se juntou ao projeto para criar receitas exclusivas que destacam o sabor da sardinha e podem ser consultadas brevemente no site https://sabeamar-aquaportimao.pt/ .

Contudo, a história e tradição do Algarve não ficam pelo prato e há algo que fala mais alto: o sotaque tão característico e as expressões do seu povo, que passam de geração em geração. Neste contexto, o humorista David Cristina vai percorrer Portimão para conversar com as personagens mais carismáticas e descobrir as expressões locais mais características da identidade da região, numa rubrica digital que pode ser conhecida nas redes sociais.

O projeto ‘SABE A MAR’ vai ter a duração de três anos, ao longo dos quais vai explorar os diferentes eixos passando pela arte e cultura até à gastronomia. Para todos aqueles que pretendem puxar a brasa a esta sardinha, basta procurar as edições no quiosque de informações do Aqua Portimão, disponível por 5€, a unidade.

Foto: AP.

Continuar a ler

Atualidade

Barcelos: Natal marca a programação de dezembro do Theatro Gil Vicente

Publicado

on

O Natal marca a programação cultural de dezembro do Theatro Gil Vicente (TGV), em Barcelos. O teatro infantil tem especial relevo, mas o cinema e a música não deixarão de estar presentes.

E é com música que abre a programação, no dia 2, às 22h00, com o concerto de Rui Reininho, espetáculo inserido no ciclo de concertos ‘triciclo’.

Por seu lado, o teatro sobe ao palco do espaço vicentino no dia 10, com duas sessões:  às 16h00 e às 21h30, com a peça “Um amor de família”, do Teatro Dramax Oeiras.

Teatro para crianças

Já na rubrica “Em família no TGV”, as tardes de domingo são dedicadas aos mais novos: no dia 4, pelas 16h00, é encenada a peça “A Fórmula Mágica – O Musical” pela ADN de Palco – Associação Cultural e Teatral; no dia 11, às 16h00, é a vez da peça “Natal em todo o lado”, pela Associação D’Improviso – Artes do Espetáculo. No dia 18, bem mais perto do Natal, avança a peça “É Natal outra vez”, pela GrowUp Produções.

Cinema e Dança

A Associação Zoom – Cineclube continua a apresentar cinema no Theatro Gil Vicente, exibindo, no dia 6, às 21h30, o filme “Triângulo da Tristeza”, de Ruben Östiund. No dia 20, às 21h30, é a vez de “Decisão de Partir”, de Park Chan-Wook.

Já depois do Natal, no dia 27, haverá a comemoração d’O Dia Mais Curto com as “Curtas do Mundo” com a projeção dos filmes “As Visitantes”, de Enrique Buleo”; “Fantasma Neon”, de Leonardo Martinelli” e a “Glória da Malvada Eliz”, de Eliska Kovalková e Adan Struhala, às 21h30.

A programação de dezembro do Theatro Gil Vicente também contempla a dança. No dia 7, às 21h30, sobe a palco o espetáculo “Sonho de uma noite de Natal”, pela Academia Rosália Ferreira – Núcleo Artístico e Cultural de Barcelos.                  

Do programa Fora de Portas, destaque para o concerto de “Ocenpsiea”, a realizar no Café Plátano (Koberto), em Roriz, no dia 16, às 22h00, espetáculo inserido no ciclo de concertos ‘triciclo’.

Imagem: CMB.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).   

Imagem: CMB.                                                           

Continuar a ler

Atualidade

Barcelos assinala Dia Internacional e promove Jornadas do Voluntariado

De 05 a 12 de dezembro 2022

Publicado

on

O Município de Barcelos vai promover, em dez estabelecimentos de ensino do concelho, as Jornadas de Voluntariado, cujo início – dia 5 de dezembro – coincide com o Dia Internacional do Voluntariado.

Assim, desde a próxima segunda-feira, e durante uma semana (até ao dia 12), o programa será preenchido por sessões de sensibilização e esclarecimento a decorrer nos períodos da manhã e da tarde, nas escolas que aderiram à proposta do Município de Barcelos.

Esta iniciativa é operacionalizada pelo Banco Local de Voluntariado (BLV) e tem por objetivo educar para o voluntariado, contribuindo para uma cultura de solidariedade no território de Barcelos. A ideia subjacente é que alunos, professores e restante comunidade educativa vejam o voluntariado numa perspetiva de desenvolvimento integrado e de cidadania.

Durante as sessões, haverá testemunhos de voluntários que integram as entidades parceiras do território em projetos já em curso, que partilharão as suas experiências e projetos.

Imagem: CMB.

Continuar a ler

Mais lidas