Connect with us

Atualidade

Artista plástica Lourdes Castro homenageada em Braga

Trabalhos da mestre das sombras em destaque na exposição do Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho

Publicado

on

A artista plástica madeirense Lourdes Castro, recém-falecida, está em destaque na exposição “Matéria Impressa, Matéria Nómada“, patente até 5 de março no Museu Nogueira da Silva, em Braga. A mostra junta trabalhos em formatos como o livro e o postal de 13 autoras portuguesas e brasileiras e é organizada pelo Centro de Estudos Humanísticos da Universidade do Minho (CEHUM).

Foto: DR

De Lourdes Castro há, por exemplo, 11 postais que evocam desenhos, imagens de afetos, sombras do seu herbário, das suas caixas e dos seus famosos álbuns de família, além de uma referência ao teatro de sombras que fez com Manuel Zimbro. Outro conjunto de postais remete para locais e monumentos de cidades onde viveu, como Paris, Berlim, Lisboa e Funchal. Em lugar central surge, ainda, um caderno escrito pela artista, “Querida Arlete”, que ofereceu a Arlete Silva e Manuel de Brito, da Galeria 111, com várias intervenções visuais, como colagens e desenhos. “É um objeto íntimo e especial, testemunha o ser alegre e afetuoso que era Lourdes Castro”, diz a curadora da exposição e investigadora do CEHUM, Márcia Oliveira.

Foto: DR
Lourdes Castro

Lourdes Castro (1930-2022) explorou a abstração e o novo realismo, sobretudo os movimentos e subtilezas da sombra. Deixou uma obra pioneira, fundou o grupo artístico e a revista KWY em França e criou espetáculos como “As cinco estações” ou “Linha do horizonte”, apresentados pela Europa e América Latina. Venceu o Grande Prémio EDP, o Prémio CELPA/Vieira da Silva, o Prémio Árvore da Vida, o Prémio Artes Visuais da Associação Internacional de Críticos de Arte, a Medalha de Mérito Cultural do Ministério da Cultura e a Comenda de Sant’Iago de Espada.

A exposição enquadra-se no projeto científico “WomanArt – Mulheres, Artes e Ditadura. Os casos de Portugal, Brasil e dos Países Africanos de Língua Portuguesa“, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia. A mostra inclui trabalhos em formato livro e postal, os quais encontram na mobilidade e na mutabilidade características centrais.

As artistas representadas – Ana Hatherly, Ana Vidigal, Carla Filipe, Irene Buarque, Lourdes Castro, Maria Bonomi, Marilá Dardot, Regina Silveira, Regina Vater, Rita Carvalho, Rosângela Rennó, Teresinha Soares e Vera Chaves Barcellos – materializaram, com estas obras, uma revisão ou um confronto de certas narrativas totalizantes, por exemplo, sobre o papel das mulheres na sociedade, o capitalismo, a escravatura e o colonialismo, que foram sustentados e sustentaram os regimes repressivos e ditatoriais em Portugal e no Brasil.

Foto: DR

Fotos: DR.

Atualidade

CIM Alto Minho apresenta, em seminário, efeito das alterações climáticas no território

Publicado

on

O mais recente relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) aponta que as mudanças climáticas causadas pelos seres humanos são irrefutáveis e irreversíveis. Com elas, a frequência e a magnitude dos impactos de fenómenos extremos agravam-se, tendo este fenómeno global implicações à escala local, pelo que cada um de nós deve agir de modo a reverter o atual estado de emergência climática.

No sentido de informar sobre o “risco” num contexto de mudança climática no Alto Minho e partilhar experiências e boas práticas de atuação quer preventivo, quer reativo, a Comunidade Intermunicipal do Alto Minho (CIM Alto Minho) realiza, no próximo dia 31 de maio, pelas 10h30, na Escola Básica e Secundária de Caminha, um seminário sobre alterações climáticas no Alto Minho.

Integrado no projeto “INFO-RISK: Informar sobre os riscos associados às alterações climáticas no Alto Minho”, cofinanciado pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), este seminário visa enquadrar, no tempo e no espaço, o fenómeno das alterações climáticas, informando sobre os riscos potenciados pelo mesmo no contexto territorial do Alto Minho e dar continuidade ao seminário realizado no passado dia 26 de janeiro, sobre o mesmo tema, disponível em: https://www.facebook.com/watch/?v=908960329748243. Neste segundo seminário, será dado particular enfoque a um conjunto de questões relacionadas com a proteção civil, a conservação da natureza, o turismo sustentável e as comunidades locais.

O programa apresenta um conjunto de oradores como Manoel Batista Calçada Pombal, presidente da CIM Alto Minho, e Rui Miguel Rio Tinto Lages, vice-presidente da Câmara Municipal de Caminha, que presidem à sessão de abertura; Carlos Mendes, diretor de Serviços de Riscos e Planeamento da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC); Bruno Caldas, primeiro secretário da CIM Alto Minho; Paulo Castro, membro do Conselho Diretivo do Europarc; Joana Nogueira, docente/ investigadora da Escola Superior Agrária de Ponte de Lima (ESAPL/IPVC); e Maria Esteves, diretora do agrupamento de escolas do concelho de Caminha. A moderação do debate caberá a Rui Miguel Graça, diretor da Rádio Antena Minho e chefe de redação do Correio do Minho.

Paralelamente, decorrerá, no local do seminário, uma exposição sobre o projeto INFORISK.

Imagem: CIM-AM.

Continuar a ler

Atualidade

Ansião: Valorização dos Ansianenses marcou Feriado Municipal

Publicado

on

O Feriado Municipal de Ansião assinalou-se no dia 26 de maio, Dia da Espiga, com um conjunto de momentos que se pautaram pelo reconhecimento e afirmação da cultura e das tradições e do espírito empreendedor das gentes de Ansião.

O programa teve início com o hastear das bandeiras nos Paços do Concelho, ao som do Hino Nacional, interpretado pelo Coro da Associação Artística e Cultural Nascente do Nabão. Seguiu-se a deposição de uma coroa no Monumento de Homenagem aos Ex-Combatentes no Ultramar, na presença do representante em Ansião da Liga dos Combatentes, Antero Costa.

O Centro Cultural acolheu a Sessão Solene, que contou com a presença do Secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território, Carlos Miguel, e da Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Isabel Damasceno, tendo contado com as intervenções do Presidente da Assembleia Municipal, José Miguel Medeiros, do Presidente da Câmara Municipal, António José Domingues, e do Secretário de Estado. O momento alto desta sessão foi a concessão de medalhas honoríficas do Concelho de Ansião a pessoas e instituições que viram reconhecido o seu contributo para a promoção e desenvolvimento do concelho, designadamente: Menção Honrosa do Concelho de Ansião atribuída a Maria de Lurdes Silva Oliveira Simões; Medalha de Mérito do Concelho de Ansião – Grau Prata, à

Associação Empresarial de Ansião e a Casimiro Jorge da Graça Duarte Simões; Medalha de Mérito do Concelho de Ansião – Grau Ouro, a Alfredo Joaquim Mendes Moreira e ao Teatro Olimpo. Foi ainda atribuída Medalha de Serviço e Dedicação aos funcionários da autarquia que completaram 25 anos ao serviço do município: Adalberto de Oliveira Gaspar Alves e Paulo Luís Ferreira da Silva Cardoso.

A cerimónia teve, ainda, momentos musicais apresentados pelos músicos Carla Silva, Mário Medeiros e Pedro Pereira.

A comitiva seguiu para o Parque Empresarial do Camporês, para a inauguração da 6ª fase das obras de ampliação, estruturantes e potenciadoras do desenvolvimento económico do concelho, que representaram um investimento da autarquia no valor de 2,4 milhões de euros, com um apoio do FEDER de cerca de 900 mil euros.

No período da tarde, teve lugar a apresentação de novas viaturas do município e a entrega de viaturas elétricas à Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados e à Unidade de Cuidados na Comunidade de Ansião, na presença da Presidente do Conselho Diretivo da Administração Regional de Saúde do Centro, Rosa Reis Marques, e do Diretor Executivo do Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Interior Norte, Vítor Bernardo, bem como de representantes das unidades de saúde locais. Os referidos veículos permitirão uma melhoria na resposta aos cuidados de saúde primários prestados à comunidade ansianense, sendo, simultaneamente, uma solução mais ecológica e sustentável, promovendo o combate às alterações climáticas.

Pouco depois, a Assembleia Municipal Jovem levou ao Auditório Municipal dezenas de jovens ansianenses, a quem foi possibilitada a oportunidade de exercer o seu direito democrático de participação ativa nas políticas autárquicas. Subordinada à temática “O Impacto das Alterações Climáticas | Presente e Futuro, Como Defender os Valores Democráticos na Atualidade”, esta iniciativa conjunta do município, através do Conselho Municipal de Juventude, do Agrupamento de Escolas de Ansião e da Escola Tecnológica e Profissional de Sicó, deu voz aos jovens deputados, que apresentaram propostas conducentes ao fomento da melhoria da qualidade de vida dos jovens e de toda a população concelhia.

“Praça ConVida” levou à Praça do Município um espetáculo com a cantora Filipa Vieira, com o qual se encerrou a programação das celebrações deste dia tão marcante para o reforço da identidade de Ansião Coração de Sicó.

Foto: CMA.

Continuar a ler

Atualidade

XVIII Feira do Vinho e da Gastronomia na Cordinhã

De 3 a 05 de junho

Publicado

on

A freguesia da Cordinhã, do concelho de Cantanhede, recebe a 18ª edição da Feira do Vinho e da Gastronomia, organizada pelo executivo de freguesia presidido por José Carlos Santos.

Para além da vertente vinícola e gastronómica, a Feira terá vários momentos musicais, com concertos de, entre outros, Fernando Correia Marques, Mão na Lisa, Fernando Meireles, Ângelo Carvalheira e DJ Matuto (dia 03); Grupo Amadeu Mota, novamente Fernando Meireles, Ângelo Carvalheira e DJ Matuto, Grupo Cultural São Bernardo a Cantar e Da Cruz One Man Band (dia 04); e, finalmente, Ruizinho de Penacova, Grupo Duo Dé Jà Vu, Grupo de Cavaquinhos da Cordinhã, Rancho Folclórico “Os Bairradinos” de Ourentã, com Fernando Meireles, Ângelo Carvalheira e Da Cruz One Man Band a voltarem à festa.

Mas a Feira terá outras atrações, como as tasquinhas, carrosséis, sorteios, autocaravanismo, concurso de vinhos, caminhada, prova de vinhos e fogo de artifício.

Evento organizado pela Junta de Freguesia da Cordinhã, com o apoio do Município de Cantanhede e do Turismo Centro de Portugal.

Imagem: JFC.

Imagem: JFC.

Continuar a ler

Mais lidas