Connect with us

Atualidade

Artista brasileira Letícia Ramos faz residência artística na Escola da Artes

Da Universidade Católica Portuguesa no Porto

Publicado

on

O BLOCO TESTEMUNHO – A memory of the world” é o projeto artístico em que Letícia Ramos, artista brasileira que divide o seu tempo entre Portugal e o Brasil, irá trabalhar durante a sua residência artística na Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa no Porto. Um filme onde uma misteriosa esfera prateada aparece num sítio arqueológico urbano e, simultaneamente, noutras partes do globo. Letícia Ramos vai estar na Escola das Artes entre outubro e dezembro de 2022.

Letícia Ramos é uma artista-cientista que pesquisa invenções nos meios fotográficos para representar o mundo. Parte de eventos históricos e de fenómenos naturais para tratar as conexões simbólicas entre política, ciência e imaginação, onde o futuro e o passado se sobrepõem. Na sua rigorosa investigação do meio fotográfico analógico, utiliza a escultura, a maquete e técnicas de efeitos especiais para criar paisagens imaginárias, narrativas e fabulações que se formalizam em fotografias, instalações e filmes.

“A residência possibilitar-me-á experimentar, no processo de realização do meu filme, novas ferramentas de construção da imagem fotográfica provenientes do campo da ciência e da arte, assim como dar continuidade aos estudos sobre o impacto que fenómenos geológicos e climáticos podem ter na imaginação”, salienta Letícia Ramos sobre a residência na Escola das Artes da Universidade Católica no Porto.

O filme “O BLOCO TESTEMUNHO – A memory of the world” faz parte da série THE SPHERE – The Mystery Inside an Enigma, que usa a ficção e a ciência para conduzir uma série de experiências fotográficas que simulam a aparição simultânea de um objeto esférico em várias partes do planeta, como resultado do degelo polar. O filme foi desenvolvido a partir de maquetes e cenas reais, com a utilização de uma câmara de 16mm controlada por Arduino – uma plataforma hardware/software que permite o desenvolvimento de sistemas interativos.

As obras de Letícia Ramos já foram exibidas em espaços como Jeu de Paume, Tate Modern, Instituto Moreira Salles, Itaú Cultural, Fundação Iberê Camargo, Museu Coleção Berardo, CAPC Musée d’art Contemporain (Bordéus), Pivô – SP. Os seus trabalhos fazem parte das coleções como a Fundação Botín, Novo Museu do Mónaco, Itaú Cultural, Instituto Moreira Salles, Museu de Arte Moderna SP – RJ e Pinacoteca do Estado de São Paulo.

Sobre Letícia Ramos

Nasceu em Santo António da Patrulha, Brasil, em 1976, e frequentou o curso superior de Arquitetura, mas licenciou-se em Comunicação Social Cinema, na FAAP – São Paulo. Já realizou mais de uma dezena de exposições individuais, não só no Brasil, mas também no Mónaco, Canadá ou Argentina. No currículo conta, ainda, com várias distinções: Prémio de Creación Artística – Fundación Botín; Artista Finalista do PIPA; Prémio Videoarte – Fundação Joaquim Nabuco; Prémio Bes Photo / Novo Banco; Prémio Marc Ferrez de creaccion fotográfica – Funarte; Rumos Artes Visuais – Itaú Cultural; 1º lugar na 6ª edição Anual de artes da Fundação Armando Alvares Penteado.

Foto: DR.

Atualidade

Autódromo do Estoril recebe a 6ª edição do “Estoril Classics”

Clássicos prometem entusiasmar os amantes dos bólides de hoje até domingo

Publicado

on

Entre hoje e domingo, está a decorrer, no Circuito do Estoril, o “Estoril Classics”, evento dedicado ao automobilismo, no caso, aos Clássicos.

Com o objetivo de “trazer até ao Circuito do Estoril, os carros e as competições de clássicos mais importantes do mundo”, o “Estoril Classics”, criado em 2017, tornou-se, muito rapidamente, numa “paragem obrigatória no roteiro de todos os amantes de automóveis clássicos”, conforme salienta a organização.

Para além do impacto económico direto do evento, motivado pelas viagens e estadias de todos aqueles que acompanham as corridas, este terá, também, um efeito multiplicador, “pelo aumento de notoriedade e prestígio da região de Cascais dentro do segmento dos ‘Gentleman Drivers’”, continua a organização. “Será expectável que isto conduza ao aumento de atividades realizadas ao longo de todo o ano relacionadas com o evento, como por exemplo”, conclui.

A sexta edição do “Estoril Classics” reúne quatro disciplinas das corridas de clássicos no mesmo palco: Fórmula 1, Sports Cars, GT´s e Turismos.

As grelhas da PETER AUTO e da RACE READY são dedicadas a diferentes períodos da história do desporto automóvel e categorias: GTs, protótipos e carros de turismo de 1950 a 2000.

Competições:

Classic GP

Uma grelha repleta de monolugares de Formula 1 que preencheram o imaginário de muitos até 1986. Carros que outrora foram conduzidos por James Hunt, Keke Rosberg ou Niki Lauda. A oportunidade ideal para rever as máquinas que fizeram as delícias nos principais circuitos mundiais, regressando, uma vez mais, ao Circuito do Estoril.

Greatest’s Trophy

The Greatest’s Trophy é uma competição aberta aos carros excecionais que marcaram os principais eventos do automobilismo de resistência dos anos 1950 e 1960.

Classic Endurance Racing

Com grelhas repletas de carros de GT e Protótipos de sonho, entre os quais Porsche 935, BMW M1, Lola T70, Ferrari 512 BBLM – e pilotos que desejam honrar a fabulosa história das suas máquinas, o espetáculo é garantido.

Endurance Racing Legends

Os carros mais modernos que competem em eventos de circuito organizados por PETER AUTO podem ser encontrados nesta série. Reúne máquinas que jovens espectadores se lembram bem: os GTs e Protótipos das décadas de 1990 e 2000.

Group C Racing

Os regulamentos do Grupo C, que estiveram em vigor entre 1982 e 1993, levaram à produção destes exuberantes Sport-Protótipos que escreveram algumas das páginas mais gloriosas da história das 24 Horas de Le Mans e do Campeonato do Mundo FIA de Endurance.

Heritage Touring Cup

A Heritage Touring Cup faz-nos recordam os tempos dourados do Campeonato Europeu de Carros de Turismo (ETCC) entre 1966 e 1984, aonde o ponto alto da temporada eram as 24 Horas de Spa-Francorchamps.

Sixties’ Endurance

A Sixties’ Endurance, para a viaturas de Sport pré-63 e de GT pré-66, oferece uma oportunidade maravilhosa para admirar alguns dos ícones do Campeonato do Mundo de resistência de uma das épocas mais aclamadas do automobilismo.

2.0L Cup

A 2.0L Cup é a única competição monomarca da PETER AUTO. Está reservada para os primeiros Porsche 911, de chassis curto e motores 2-litros, preparados de acordo com os regulamentos FIA anteriores a 1966.

Fifties’ Legends

A competição The Fifties’ Legends acomoda automóveis dos anos 1950 e início dos anos 1960. Esta série apresentará os carros mais antigos do evento.

Iberian Historic Endurance

O Iberian Historic Endurance reúne um grupo exclusivo de “Gentleman Drivers” que querem competir com as suas esbeltas máquinas de Turismo ou Grande Turismo até 1976. A maior e mais variada grelha de partida de viaturas clássicas da Península Ibérica.

Concurso de Elegância ACP

O Concurso de Elegância ACP destaca os automóveis clássicos que mantêm intacto o seu rigor histórico em termos de estética, mecânica e desporto.

Horário:

Foto e imagem: PA e RR.

Continuar a ler

Atualidade

PSP reforça vigilância devido a Peregrinação a Fátima 2022

Deixa conselhos a peregrinos e condutores

Publicado

on

Com a aproximação do dia 13 de outubro e o subsequente aumento de peregrinos nas estradas, que se deslocam rumo ao Santuário de Fátima, a Polícia de Segurança Pública (PSP) intensifica a sua presença e visibilidade nas vias rodoviárias urbanas que, usualmente, registam maior afluência de peregrinos, contribuindo para o aumento destes e da segurança rodoviária.

A partir de hoje, e até 13 de outubro, a PSP assegura ações de visibilidade policial e acompanhamento dos peregrinos, com o duplo propósito de promover a coexistência segura entre a normal circulação rodoviária e a circulação pedonal destes grupos.

As vias habitualmente utilizadas pelos peregrinos serão também, nesta janela temporal, especialmente visadas no controlo da velocidade de circulação automóvel.

Também com o intuito de explicar a importância da adoção sistemática e voluntária de comportamentos de segurança rodoviária organizamos, a nível nacional, em coordenação com as autoridades eclesiásticas, edilidades, grupos informais de cidadãos e demais parceiros, sessões de informação/sensibilização dirigidas aos peregrinos, nas quais os Polícias abordam as medidas de autoproteção e de segurança rodoviária no contexto da deslocação apeada de grupos, com ou sem viaturas de apoio.

Especialmente nesta janela temporal a PSP aconselha a todos os condutores:

· Pratique uma condução defensiva, antecipando permanentemente a necessidade de, repentinamente, ter de imobilizar o veículo, mudar de direção ou desviar-se de um obstáculo;

· Diminua a velocidade de circulação nos centros urbanos;

· Ao visualizar um grupo de peregrinos e/ou um carro de apoio, diminua a velocidade e antecipe a necessidade/dever de deixar uma distância de segurança de, pelo menos, 1,5 metros;

· Circule com os médios ligados para ver e ser visto;

· Ao cruzar-se com peregrinos, não faça sinais de luzes nem use os máximos.

A PSP aconselha a todos os peregrinos, especialmente na circulação em contexto urbano:

· Use sempre roupas claras e materiais retrorrefletores (p.e. coletes);

· Circule pelos passeios ou, na sua ausência, pelas bermas;

· Caminhe no sentido contrário ao trânsito e sem ocupar a faixa de rodagem;

· Em grupo, caminhe em fila única;

· Evite o uso do telemóvel e de auscultadores que impeçam que ouça um alerta ou pedido de auxílio;

· Desde o entardecer até ao nascer do sol, a primeira pessoa da fila deve ser portadora de uma lanterna com luz branca apontada para o chão (para não encadear os condutores) e, a última, uma luz vermelha;

· Prefira as vias de menor tráfego automóvel, nomeadamente os denominados Caminhos de Fátima;

· Informe os seus familiares do planeamento da viagem (etapas, locais de paragem e/ou pernoita, outras pessoas em peregrinação);

· Hidrate-se e faça pausas para descansar. O cansaço diminui as capacidades físicas e de perceção e prejudica a vigilância, a atenção e a reação, muito importantes para quem anda na estrada.

· Informe a PSP local sobre obstáculos na via ou comportamentos perigosos por qualquer peregrino ou automobilista (contactos no sítio oficial da PSP, separador “Onde Estamos”);

· Em caso de emergência (médica ou policial) utilize o 112: descreva de forma breve que tipo de auxílio necessita e forneça a informação solicitada (tipo de problema; localização; nº de pessoas e/ou viaturas …);

· O Número Europeu de Emergência 112 é o único número de emergência em qualquer país da União Europeia que pode ser usado a partir de qualquer telefone, fixo ou móvel. Constituem emergências a reportar pelo 112:

– Pessoas em risco de vida/necessidade imediata de assistência médica;

– Crimes a decorrer ou que acabaram de acontecer no momento da chamada;

– Incidentes graves (inundações, aluimentos, incêndios florestais, acidentes rodoviários graves ou que impliquem risco para a circulação);

– Descoberta de crianças e seniores perdidos, aderentes aos programas da PSP Estou Aqui Crianças e Estou Aqui Adultos, para comunicar a sua localização e número da pulseira.

Em qualquer outra situação o cidadão deverá contactar diretamente a Esquadra ou corpo de bombeiros local.

Imagem: PSP.

Continuar a ler

Atualidade

Sintra: Obra clássica de Ésquilo para ver no Museu de Odrinhas

Publicado

on

O Teatro Tapa Furos apresenta “Prometeu Agrilhoado”, de Ésquilo, uma obra da literatura clássica que irá estar em cena no MASMO – Museu Arqueológico de S. Miguel de Odrinhas, de 15 a 30 de outubro e 5 e 6 de novembro.

A obra fala da soberba rebeldia do Titã Prometeu, que foi castigado severamente por muito ter amado os homens. A sua intrépida resistência e inabalável recusa em dobrar a cerviz ao jugo da tirania fizeram do Prometeu um símbolo de tudo quanto implique luta por um ideal de nobreza de alma.

Após Prometeu ter roubado o fogo a Zeus e tendo-o dado aos mortais – que criaram todas as artes através dele – Zeus, irritado, entregou-o a Poder e a Força, seus servidores e também a Hefesto, para o conduzirem até ao monte Cáucaso e aí o prenderem com grilhões de aço.

Esta pena durará 30 mil anos. Sabemos que o Titã será libertado, mas por quem? Terá Prometeu a resposta para esta questão?

As sessões realizam-se de 15 a 30 de outubro e 5 e 6 de novembro, aos sábados e domingos pelas 18h00. As reservas podem ser efetuadas por telefone 968 610 106 – 219 238 608 ou producao@tapafuros.com .

Com o apoio da Câmara Municipal de Sintra.

Foto: DR.

Continuar a ler

Mais lidas