Connect with us

Atualidade

Orquestra Metropolitana de Lisboa leva «Beethoven & Brahms» à Aula Magna com António Rosado ao piano

Publicado

on

António Rosado interpreta a integral dos concertos para piano de Brahms à frente da Orquestra Metropolitana de Lisboa que apresenta, ainda, a Sétima e a Oitava Sinfonias de Beethoven. Há, também, a possibilidade de descobrir obras de compositores portugueses a meio dos programas. Não perca «Música na Universidade», dias 29 de outubro e 5 de novembro, sempre às 19:00, na Aula Magna.

Ousadia e Exaltação

A 29 de outubro, pelas 19h00, na Aula Magna.

O primeiro dos dois concertos para piano de Brahms começou por ser uma simples sonata para dois pianos. Transformou-se, porém, na sua primeira obra orquestral, e desde logo com uma escrita grandiosa, capaz de prender a nossa respiração desde o primeiro ao último minuto. A audácia valeu-lhe o reconhecimento público que o acompanhou até ao final da vida. Reconhece-se um efeito semelhante na Sinfonia Nº 7 de Beethoven, uma obra cujos contrastantes humores serviram na estreia, em 1813, para enaltecer a bravura das tropas austríacas que haviam enfrentado as tropas de Napoleão Bonaparte semanas antes. Pelo meio, a Orquestra Metropolitana de Lisboa estreia mais uma composição de Francisco Lima da Silva, Cidades Submersas.

Orquestra Metropolitana de Lisboa interpreta L. v. Beethoven, Sinfonia Nº 7, com Francisco Lima da Silva, Cidades Submersas (estreia absoluta) e J. Brahms, Concerto para Piano Nº 1, acompanhada por António Rosado, Piano, e Pedro Neves, Maestro.

Um “Pequeno” Concerto

5 de novembro, pelas 19h00, na Aula Magna.

Pouco tempo antes de estrear o seu segundo concerto para piano, em 1881, Brahms dirigiu uma carta à sua amiga Elisabeth von Herzogenberg informando-a de ter escrito «um muito pequeno concerto para piano com um curto e delicado Scherzo». A ironia é evidente, pois de pequeno não tem nada. São cinquenta minutos que até têm afinidades com música de câmara, mas engrandecida pela ostentação sonora de uma orquestra. Neste programa, contrapõe-se à oitava sinfonia de Beethoven, uma composição relativamente bem-humorada, tendo em consideração o temperamento fogoso do seu autor. É uma obra que, por um lado, aparenta normalidade. Porém, quando se ouve com mais atenção, levanta um sem número de perguntas. Podemos, ainda, revisitar Clepsidra, de Carlos Caires, uma alegoria musical longinquamente inspirada num relógio de água que remonta aos tempos do Antigo Egito.

Orquestra Metropolitana de Lisboa interpreta L. v. Beethoven, Sinfonia Nº 8, Carlos Caires, Clepsidra, e J. Brahms, Concerto para Piano Nº 2, com António Rosado, Piano, e Sylvain Gasançon, Maestro.

Imagem: OML.

Imagem: OML.

Atualidade

Barcelos: Petiscos de “comer e chorar por mais”

Fim de Semana dos Petiscos, de 19 a 21 de julho

Publicado

on

Está de volta a iniciativa “Fim de Semana dos Petiscos”. Este ano, a iniciativa promovida pelo Município e operacionalizada pelos Serviços de Turismo, decorre de 19 a 21 de julho e conta com a adesão de 21 restaurantes e tascas do concelho de Barcelos.

São petiscos de comer e chorar por mais, num fim de semana de experiências gastronómicas tradicionais irresistíveis. Para abrir o apetite, conheça as iguarias de que pode degustar: rojões, pataniscas, bifanas, polvo, taquinhos de bacalhau, chispes, codornizes, moelas, orelheira com molho verde, asinhas de frango, iscas de fígado com cebolada, pica-pau, ovos rotos, sardinha na brasa, bacalhau albardado, entre outros deliciosos petiscos que fundem tradição com inovação.

Restaurantes aderentes:

Adega Costa (Várzea); A Petisqueira Vilaça (Barcelos); Café Dias (Tamel S. Veríssimo); Café Paulista (Barcelos); Café Restaurante Luar (Gilmonde); Casa das Bifanas (Barcelos); Casa Sêmea (Arcozelo); Cozinha Regional de Barcelos (Várzea); Faty-Ferros (Arcozelo); Galo Wine & Tapas (Barcelinhos); Historial Caffé (Barcelos); Lounge Bar Xano (Barcelos); Restaurante Pérola (Barcelos); O Ás Restaurante (Barcelos); Taberna do Armindo (Remelhe); Tasca Sem Riscos (Rio Covo Santa Eulália); Tasquinha O Telheiro (Viatodos); Terraço dos Petiscos (Vila Boa); Tino Socorro (Alvelos); Três Marias (Barcelos), e Vera Cruz (Barcelos).

A par do Fim de Semana dos Petiscos, há um programa de animação que contempla o Trilho das Fontes, no sábado, dia 20 de julho, das 8h30 às 13h00. E entre as 14h e as 18h tem lugar a Prova Cega de Vinhos de Barcelos, no Solar de Vila Meã, em Silveiros.

As inscrições são obrigatórias e limitadas e podem ser efetuadas para turismo@cm-barcelos.pt ou 253 811 882.

Imagem: CMB.

Continuar a ler

Atualidade

Anadia: “25 de Abril: Rumo ao Cinquentenário” na Biblioteca Municipal

Publicado

on

A exposição “25 de Abril: Rumo ao Cinquentenário”, após itinerância pelas escolas do concelho de Anadia, encontra-se patente ao público na Biblioteca Municipal até ao próximo dia 28 de setembro.

A mostra, dirigida ao público em geral, é constituída por um conjunto de 11 painéis, complementados por um repositório digital ao qual se acede através da ativação de códigos QR.

Foi concebida com a coordenação científica do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS20), da Universidade de Coimbra, com o design gráfico da licenciatura de Arte e Design da Escola Superior de Educação de Coimbra e com o apoio da Comissão das Comemorações dos 50 Anos da Revolução do 25 de Abril.

Foto: CMA.

Continuar a ler

Atualidade

São João das Lampas recebe mais uma edição das Exposições Caninas

Publicado

on

Sintra recebe a 41 ͣ Exposição Canina Nacional e a 39. ͣ Exposição Canina Internacional, no Largo 9 de Setembro, em São João das Lampas, de 26 a 28 de julho, com entrada livre.

Durante três dias poderá conhecer os melhores exemplares de raças oficialmente reconhecidas que serão avaliados por júris portugueses e internacionais. As exposições contarão, também, com a presença de canicultores oriundos de vários países da Europa.

Realizada desde 1982, a iniciativa conta com várias exposições monográficas e especializadas, cujo teor técnico e qualidade das edições anteriores, as definem já como um marco no domínio da Canicultura.

As Exposições Caninas regidas pelos regulamentos da Fédération Cynologique Internacionale (FCI) e do Clube Português de Canicultura, estão abertas à participação de exemplares de todas as raças e variedades oficialmente reconhecidas, registadas nos Livros de Origens ou com Registos Iniciais emitidos por organismos reconhecidos pela FCI.    

Este evento é organizado pela Comissão de Festas da Vila Velha, com supervisão técnica do Clube Português de Canicultura e conta com o apoio da Câmara Municipal de Sintra, União de Freguesias de Sintra e da União das Freguesias de São João das Lampas e Terrugem.

Foto: DR.

Continuar a ler

Mais lidas