Connect with us

Atualidade

Metade dos Portugueses não reúne em família no Natal

Despesa na consoada e almoço de Natal ronda os €105 enquanto que a despesa com presentes situa-se nos €150

Publicado

on

A esmagadora maioria das famílias portuguesas (81%) reconhece que ainda não se sente segura a celebrar o Natal e 45,1% admite não reunir família ou amigos durante a consoada, revela um inquérito da APP Fixando, junto de 5.670 clientes, realizado entre os dias 1 e 14 de dezembro.

O aumento do número de casos COVID-19 nas últimas semanas e o surgimento da nova variante do vírus mais contagiosa – a Omicron – estão na base deste travão na passagem de um Natal ‘normal’ em família.

Segundo a Fixando, que liga clientes a especialistas da área dos serviços, só 15,7% dos inquiridos pretende juntar mais de 10 pessoas durante a consoada, com 39,1% a não ultrapassar os 5 elementos da família e 8,9% a admitir passar o Natal sozinho.

Por outro lado, cerca de 31% afirma ainda que irá celebrar o Natal apenas com o seu agregado familiar, havendo portugueses que vão optar por não realizar as habituais celebrações familiares de Natal (10,5%).

No que toca aos gastos inerentes a esta quadra, o inquérito adianta que os portugueses vão gastar, em média, €105 na consoada e no almoço de Natal, com cerca de 93% das famílias a optar por cozinhar em casa e apenas 1,25% admitiu realizar alguma das refeições de Natal fora de casa (restaurante).

A incerteza financeira que a pandemia provocou faz-se sentir também no dinheiro que os portugueses vão usar em prendas, sendo que cada português vai gastar em média €150 em presentes este Natal, menos €57 que em 2020.

No tipo de prendas que tencionam oferecer, os portugueses optam principalmente por roupa e acessórios (49%), livros (33%) e brinquedos e jogos (30%). Uma das tendências crescentes é a oferta de serviços e experiências, indica Alice Nunes: “Começa a existir uma preocupação crescente com o consumo sustentável que, aliada à indisponibilidade de muitos produtos e equipamentos, leva a que cada vez mais portugueses procurem este tipo de alternativas.”

As prendas que os portugueses planeiam oferecer no Natal:

Conclui-se no inquérito que os portugueses não vão sair de casa e por isso há quem recorra a vários serviços para ajudar a celebrar o Natal em casa, uma tendência crescente.

“A procura de especialistas para ajudar nas celebrações desta quadra, nomeadamente na confeção de refeições, começa também a ser comum para os portugueses”, explica Alice Nunes, diretora de Novos Negócios da Fixando.

A empresa recorda que registou um aumento de 255% na procura por especialistas em catering ao domicílio na primeira quinzena de dezembro, comparativamente ao período homólogo, como também a procura por Pais Natais para entretenimento cresceu 240% no mesmo período.

“Apesar de ser um serviço mais procurado por empresas, temos recebido pedidos de alguns pais que querem surpreender os filhos. Como há menos festas nas escolas, as famílias acabam por querer compensar em casa”, conclui a mesma responsável.

Foto: DR.

Continuar a ler
Clique para Comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Atualidade

Universidade do Minho distinguida pela Federação Internacional de Desporto Universitário

Recebeu, ontem, a “Certificação Platina” no Programa Healthy Campus

Publicado

on

A Universidade do Minho (UMinho) recebeu, na passada sexta-feira, em Bruxelas, a “Certificação Platina” no Programa Healthy Campus, atribuído pela Federação Internacional de Desporto Universitário (FISU). A UMinho esteve representada na cerimónia pelo reitor, Rui Vieira de Castro, e pelo administrador dos Serviços de Ação Social, António Paisana.

A UMinho viu validados 92 dos 100 critérios estabelecidos pela FISU nos domínios da Gestão de Campus Saudável, Atividade Física e Desporto, Nutrição, Prevenção de Doenças, Saúde Mental e Social, Comportamentos de Risco, Meio Ambiente, Sustentabilidade e Responsabilidade Social.

FISU Healthy Campus é uma iniciativa que visa reconhecer as instituições de ensino superior que se destaquem pela implementação de programas operacionais nas áreas do desporto e atividade física, que influenciem outros domínios relacionados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. O programa também se concentra em critérios como igualdade de género, redução das desigualdades, aumento da inclusão, desenvolvimento comunitário sustentável, ação climática, parcerias e sinergias, entre outros.

A FISU concedeu um selo de certificação a 43 universidades envolvidas no seu programa Healthy Campus, sendo que 18 delas receberam o certificado de nível mais elevado, “Platinum“. Atualmente, o programa Healthy Campus conta com 94 universidades cadastradas no mundo.

Foto: UMinho.

Continuar a ler

Atualidade

Força Aérea Portuguesa organiza exercício multinacional de aeronaves de carga

De 6 a 17 de junho, em Beja

Publicado

on

A Força Aérea Portuguesa organiza, entre os dias 6 e 17 de junho, o exercício multinacional de aeronaves de carga ETAP-T 2022, na Base Aérea N.º 11, em Beja.

A edição deste ano conta com a participação de forças militares de França, Alemanha, Itália, República Checa, Roménia, Reino Unido e Espanha, além da Força Aérea e do Exército Português. O exercício irá decorrer, maioritariamente, na zona centro do País.

Forças militares em ação (Imagem: Frame de vídeo da FAP)

O objetivo deste exercício é aumentar a interoperabilidade das operações, expondo as forças participantes a um ambiente operacional complexo, no qual podem treinar técnicas, táticas e procedimentos, preparando-as para os atuais teatros de conflito e missões de apoio humanitário.

Para mais informações consulte o site dedicado ao exercício em: https://etap-t2022.emfa.pt/.

Imagens: Frames do vídeo teaser da FAP.

Continuar a ler

Atualidade

Município de Lamego promove campanha de adoção animal

“Venha conhecer os patudos que esperam por uma família”, 4 de junho, das 15h00 às 18h00, na Av. Dr. Alfredo de Sousa

Publicado

on

O Município de Lamego e o Abrigo organizam, no próximo dia 4 de junho, uma campanha de adoção de animais de companhia. Neste dia, entre as 15h00 e as 18h00, na Av. Dr. Alfredo de Sousa, a população tem a oportunidade de ter um contacto mais próximo com os animais que se encontram para adoção no Abrigo.

Esta iniciativa pretende, ainda, sensibilizar os lamecenses para questões relacionadas com a adoção responsável, precavendo assim, que os animais sejam abandonados ou devolvidos ao Abrigo, porque adotar deve ser um ato de amor.

Recorde-se que o Plano de Bem-Estar Animal do Município de Lamego, apresentado em fevereiro, prevê um conjunto de iniciativas que darão resposta à crescente preocupação com o tema, à segurança e tranquilidade das populações, e apoiar as famílias mais necessitadas para que possam assegurar os cuidados de saúde aos seus animais de companhia, combater o abandono e promover a adoção responsável.

Neste sentido, a adoção de um animal no Abrigo contempla já a gratuitidade das primeiras vacinas – antirrábica, esgana, adenoviroses tipo 1 e 2, parvovirose e leptospirose -, bem como a colocação de microchip de identificação animal, o registo SIAC, a primeira desparasitação, o boletim de vacinas e a esterilização.

Imagem: CML.

Continuar a ler

Mais lidas