Connect with us

Atualidade

Equipa da Universidade de Coimbra desenvolve novos bioprocessos para reciclar resíduos de painéis fotovoltaicos

Publicado

on

De olhos postos no futuro, uma equipa de investigadores e alunos da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) está a desenvolver um projeto que aposta na criação de um processo inovador para reciclar resíduos de painéis solares, que são altamente tóxicos para o meio ambiente, através da utilização de bactérias que os captam, permitindo a sua utilização em áreas como a Biomedicina e a Biotecnologia.

Sendo Portugal um país que aposta na produção de energia solar gerada através de painéis fotovoltaicos, o “SUSTe – Development of SUStainable and integrative bioprocess for the recovery of TellurIum-based nanoparticles from photovoltaic wastes” foi pensado para resolver um problema ambiental que ainda não existe, mas que há de chegar: o que fazer com tantos painéis solares em fim de vida?

A solução proposta pela equipa liderada por Jorge Pereira, investigador do Centro de Investigação em Engenharia dos Processos Químicos e dos Produtos da Floresta (CIEPQPF), Departamento de Engenharia Química da FCTUC, passa por, através de um modelo de economia circular, “dar uma segunda vidas aos metais. Neste caso, é pegarmos num metal, o telúrio, um resíduo dos painéis fotovoltaicos, e dar-lhe um valor acrescentado. Por exemplo, se for na forma de nanopartículas para uma aplicação biomédica terá um valor muito superior”.

“A ideia é usar bactérias que acumulam o telúrio que está nos resíduos dos painéis de filme fino cádmio/ telúrio, para depois desenvolver uma plataforma integrada e sustentável que possa ser usada a nível industrial”, explica o investigador da FCTUC.

Assim, os investigadores começaram por estudar de que forma seria possível obter mais nanopartículas e, posteriormente, desenvolveram métodos para extrai-las através da utilização de solventes de origem biológica e que não tenham uma pegada ambiental negativa.  

É, então, nesta primeira fase da produção que são utilizadas as bactérias específicas que conseguem acumular o metal e convertê-lo em nanopartículas, mas este processo ocorre dentro da célula, o que, segundo Jorge Pereira, “é um problema”. O facto de tal acontecer “exige que tenhamos que romper a célula para extrair as nanopartículas e purificá-las, para depois fazer a caracterização dessas e avaliar as suas potenciais aplicações”.

Sendo que, para poderem ser utilizadas, “as nanopartículas têm de estar puras, de tamanho uniforme, temos que obter nanopartículas de qualidade, esse é que é o grande desafio», considera o investigador”.

Apesar de todos os desafios que têm vindo a enfrentar, esta primeira etapa do trabalho, “de redução de telúrio em solução para uma forma utilizável em termos de partícula metálica”, a equipa da FCTUC foi bem-sucedida. No que respeita à segunda etapa, relacionada com a purificação destes produtos metálicos após a atividade biológica, a equipa já desenvolveu uma metodologia eficiente para recuperar as partículas, encontrando-se, no entanto, a testar «diferentes estratégias de separação e purificação.

A equipa está, agora, a iniciar a caraterização das nanopartículas obtidas, com o intuito de averiguar se estas têm propriedades físicas e químicas para poderem ser testadas como biossensores ou em outras aplicações biomédicas. Numa próxima fase, a ideia é passar para os meios mais complexos, isto é, os verdadeiros resíduos de painéis solares. Contudo, é necessário “encontrar uma empresa que trabalhe na reciclagem deste tipo de equipamentos ou empresas que produzem e façam a recuperação desses painéis”, concluiu Jorge Pereira.

Este projeto, que foi um dos vencedores da 3.ª edição do “Projetos Semente de Investigação Científica Interdisciplinar” Santander UC, envolve, além Jorge Pereira, Rita Branco e Pedro Farias, do CEMMPRE- Center for Mechanical Engineering Materials and Processes, José Paixão do CFisUC – Centro de Física da Universidade de Coimbra, Inês Costa, da Universidade de Coimbra, Helena Ribeiro e Carmem Gonçalves do CIEPQPF.

Foto: UC.

Atualidade

Castro Marim: 9º Concurso “Odeleite, Aldeia Florida”

Publicado

on

Pitoresca e reconhecida pela sua singularidade, no interior do território castromarinense desenha-se a aldeia de Odeleite, considerada uma das aldeias típicas da região e que pretende agora ser também uma das mais floridas! O Concurso “Aldeia Florida” está de volta a Odeleite, nesta que será a sua 9ª edição, uma organização da Junta de Freguesia e da Associação Social da Freguesia de Odeleite.

Ladeada por dois espelhos de água, a Ribeira e a Barragem, com casas brancas e de típicas chaminés algarvias, Odeleite é uma aldeia pautada por detalhes e pormenores, naturais e ou promovidos pelo brio dos seus habitantes, o que a torna aprazível para viver e atrativa à visita. As flores, dispostas nos pátios, nas janelas e nos recantos das casas, já são um uso na aldeia e lança-se agora novo repto e incentivo a quem tiver casa ou estabelecimento na aldeia.

As inscrições decorrem de 1 a 15 de fevereiro, nas instalações da Junta de Freguesia de Odeleite, e serão entregues flores aos participantes, para que possam decorar e dar novas cores aos seus espaços. Os resultados serão conhecidos no dia 1 de maio, nas populares celebrações do Dia do Trabalhador. 

Imagem: CMCM.

Continuar a ler

Atualidade

Anadia: Município recebe galardão de Autarquia Familiarmente Responsável

Publicado

on

O Município de Anadia recebeu, esta quinta-feira, 26 de janeiro, a Bandeira Verde do Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis (OAFR), que reconhece as diversas políticas sociais e respostas de proximidade que têm vindo a ser implementadas pela Câmara Municipal, no sentido de apoiar e valorizar as famílias. A cerimónia decorreu no Auditório da Fundação FEFAL, em Coimbra, tendo o Município sido representado pela Vereadora com o Pelouro da Ação Social, Jennifer Pereira.

Para Jennifer Pereira, esta distinção “é o reconhecimento do investimento” do Município na implementação de politicas de apoio às famílias, de boas práticas adotadas que promovam e facilitem a vida familiar, através da implementação de programas que assentam no bem-estar das famílias, nos mais diversos eixos de implementação, como educação, ação social, habitação, cultura e lazer.

Recorde-se que o Município de Anadia, ao longo dos últimos anos, tem vindo a implementar um conjunto de diferentes medidas sociais, de onde se destacam o Fundo Social, a Comparticipação de Despesas com Medicamentos, a Melhoria Habitacional, o apoio ao Arrendamento Urbano para Fim Habitacional, a atribuição de bolsas de Estudantes do Ensino Superior, o benefício de apoio à Natalidade e o tarifário familiar para águas e saneamento, entre outros, com o propósito de apoiar as famílias do concelho.

Entretanto, o executivo municipal, na sua última reunião, aprovou a adesão do Município à Rede Europeia de Municípios Amigos das Famílias. Esta integração irá permitir a partilha de boas práticas e de informação com outros municípios, bem como a participação em eventos organizados pela Rede Europeia que poderão traduzir-se numa mais-valia para o concelho, passando, assim, o Município de Anadia a constar da base de dados da Rede Europeia, condição que lhe permite ter acesso a uma base de dados exclusiva de boas práticas em matéria de política de família a nível europeu, publicar informação sobre a autarquia, participar em reuniões, seminários, workshops e convenções europeias, podendo, ainda, aderir ao movimento a favor de uma Europa mais amiga da família.

Foto: CMA.

Continuar a ler

Atualidade

Anadia: Troféu Internacional de Pista Sunlive

Publicado

on

O Velódromo Nacional de Anadia, em Sangalhos, recebe, este sábado, dia 28 de janeiro, mais uma grande prova internacional de ciclismo de Pista, o Troféu Internacional Sunlive, com entradas livres.

A competição conta com cerca de 100 atletas inscritos, em representação de 20 países, nomeadamente África do Sul, Alemanha, Argélia, Arménia, Áustria, Egito, Eslováquia, Espanha, França, Grã-Bretanha, Grécia, Hungria, Irlanda, Israel, Itália, México, Portugal, Roménia, Uzbequistão e Venezuela.

A prova disputa-se entre as 9h30 e as 13h30 e entre as 15h00 e as 19h00, nas categorias de juniores e elite, masculinos e femininos, em Velocidade, Keirin, Omnium, Madison, Scratch e Eliminação.

Recorde-se, ainda, que o Município de Anadia vai acolher o Campeonato da Europa de Sub-23 e Sub-19, que decorrerá entre os dias 11 e 16 de julho, no Velódromo Nacional.

Foto: CMA.

Continuar a ler

Mais lidas